Jovens infratores participam de projeto de preservação ambiental no Rio

O material recolhido será encaminhado para uma empresa e utilizado para fazer biodiesel. O trabalho será estendido a outras unidades
 

Com o objetivo de preservar a natureza e ajudar na reintegração de jovens infratores à sociedade, o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase), vinculado à Secretaria de Educação do governo do Rio de Janeiro, está implantando um projeto para envolver os internos no recolhimento de óleo de cozinha usado. A iniciativa foi lançada no Centro de Recursos Integrados de Atendimento ao Adolescente (Criaad) de Cabo Frio, Região dos Lagos, em comemoração ao Dia Mundial do Meio Ambiente, celebrado na quarta-feira (05/06).

 

Em Cabo Frio, cinco adolescentes em regime de semiliberdade usam bicicletas para fazer a coleta de óleo. As pessoas também podem fazer a entrega diretamente no Criaad em garrafas PET ou outros recipientes fechados, de segunda-feira a sexta-feira, entre as 8h e as 17h. O material recolhido será encaminhado para uma empresa e utilizado para fazer biodiesel. O trabalho será estendido a outras unidades.

 

Para o coordenador de educação, cultura, esporte e lazer do Degase, George Fox, a iniciativa estimula a reflexão da equipe das unidades e dos jovens sobre o meio ambiente. “Queremos conscientizá-los na questão do meio ambiente, fazer com que o departamento e os adolescentes estejam atentos à questão de responsabilidade social, do meio ambiente. Eles fazem parte da preservação. Eles começam a entender como responsabilidade deles, não de outros. Então, acabam fazendo ações pelo meio ambiente na comunidade onde vive”.

 

Ainda segundo o coordenador, a ação, que começou a ser feita ontem na unidade de Cabo Frio, será realizada em todas as 25 unidades do Degase. “Essa ação passa a ser uma política do departamento. Tem início, mas não tem fim. Outras ações serão integradas ao programa. Estamos em contato com a Secretaria Estadual do Ambiente, que já está trazendo novas ideias para o departamento. Todos os adolescentes participarão desta oficina em algum momento, com ações em cada unidade”.

 

O Degase informou que a instituição estima que cerca de mil menores de 18 anos em conflito com a lei estejam em regime interno ou semi-interno nas unidades instaladas nos municípios de Cabo Frio, Rio de Janeiro, Belford Roxo, Duque de Caxias, Nilópolis, Nova Iguaçu, Niterói, São Gonçalo, Barra Mansa, Volta Redonda, Macaé, Campos dos Goytacazes, Nova Friburgo e Teresópolis.

 

Agência Brasil

0 comentários