Organização da Jornada Mundial da Juventude divulga programação das cerimônias centrais

O evento será realizado no Rio de Janeiro entre os dias 23 e 28 de julho
 

Os organizadores da Jornada Mundial da Juventude divulgaram na quinta-feira (27/06) detalhes das principais cerimônias que serão realizadas no Rio de Janeiro nos dias 23, 25, 26, 27 e 28 de julho. O padre Renato Martins, diretor dos atos centrais do evento, se disse otimista em relação à segurança do evento e acrescentou que o Comitê Organizador Local não está preocupado com a possibilidade de que minorias violentas desvirtuem manifestações que venham a ser marcadas para os dias em que o papa Francisco estará na cidade.

 

 

“Sou muito otimista. Creio que, com a presença do papa Francisco, todos vão conseguir perceber o que é dito em muitas músicas que recebemos, que ele é o peregrino do amor. A atmosfera do Rio vai mudar com a presença do papa. Essa atmosfera de paz, de alegria e de fé vai dissolver todas as outras atmosferas mais aquecidas. Tenho certeza de que serão dias maravilhosos”, disse o padre Renato. Ele disse que está confiante no trabalho da Polícia Federal e da Secretaria Extraordinária de Segurança para Grandes Eventos.

 

Sobre as manifestações, ele disse que são inevitáveis e até sintonizadas com a mensagem da Jornada Mundial da Juventude: “A Igreja vem acompanhando todo esse desdobramento das passeatas e a manifestação da juventude com grande alegria. Nós percebemos que a juventude está acordando e manifestando seus desejos, e a Jornada Mundial da Juventude tem sempre esse compromisso de chamar o jovem a acordar e a se comprometer com um mundo melhor. Esse momento que estamos vivendo no país tem uma íntima ligação com a JMJ”.

 

Os atos centrais da Jornada Mundial da Juventude começam na terça-feira, dia 23 de julho, com a missa de abertura, em que a Cruz Peregrina e o Ícone de Nossa Senhora, símbolos do evento, serão levados ao palco montado na Praia de Copacabana. Haverá participação de DJs, artistas brasileiros e internacionais, das 15h às 23h. Na quarta-feira (24/06) o papa visitará o Santuário Nacional de Aparecida.

 

O segundo ato central no Rio de Janeiro será a cerimônia de acolhida do papa, na quinta-feira, das 17h às 23h30. O pontífice chegará às 17h de helicóptero ao Forte de Copacabana e percorrerá a orla no papamóvel até o altar, onde será recebido pela interpretação do padre Fábio de Mello da música Seja BemVindo, de autoria do sacerdote brasileiro. Um telão de 80 metros por 12 metros exibirá cenas da cultura, riquezas naturais e demonstrações de fé católica do povo brasileiro. A cantora Fafá de Belém também vai se apresentar. No mesmo dia, está prevista uma visita do papa à comunidade de Varginha, no Complexo de Manguinhos, às 11h.

 

Na sexta-feira, a orla de Copacabana terá a Via Sacra, considerada a grande atração do evento. Com duração de uma hora e 15 minutos, o ritual percorrerá 900 metros da Avenida Atlântica, da Rua Paula Freitas à Avenida Princesa Isabel, com 13 estações montadas nos canteiros centrais da via, cada uma com reproduções de trechos da Via Dolorosa, em Jerusalém, onde o caminho foi percorrido por Jesus, de acordo com a fé cristã.

 

A 14ª estação será o próprio palco, onde o papa aguardará a cruz. Um elenco de 300 pessoas fará parte do cortejo, no qual a atriz Cássia Kiss interpretará Maria. Ana Maria Braga, Murilo Rosa, Eriberto Leão e Lívia Aragão, filha de Renato Aragão, entre outros, lerão textos em cada uma das estações que vão relacionar o sofrimento de Jesus ao do jovem solidário.

 

No sábado, a programação se desloca para o campus fidei (campo da fé, em latim), em Guaratiba, onde será a vigília. A cerimônia contará com 13 shows de 50 artistas nacionais e estrangeiros, entre as 10h e as 0h. Devem se apresentar o sertanejo Luan Santana, que cantará uma música religiosa, e os padres Marcelo Rossi, Reginaldo Manzotti e Fábio de Mello. O ator Tony Ramos e um grupo de 200 jovens em recuperação de dependência química estarão entre as participações especiais.

 

No domingo, a missa de envio encerrará a Jornada Mundial da Juventude. Está previsto um flash mob (abreviação de flash mobilization, termo em inglês que significa mobilização rápida, normalmente combinada por mensagem de celular) que pretende reunir 2 milhões de pessoas em uma coreografia que será ensaiada no dia anterior. A missa começa às 10h e termina às 12h. Duas bandas de músicas religiosas católicas, Rosas de Saron e Dominus, encerram o evento.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.