Prefeitura proíbe substituição de ônibus com ar-condicionado por coletivos sem ar

Desde 1º de junho, ônibus urbanos com ar-condicionado passaram a adotar a tarifa modal básica praticada pelos coletivos urbanos sem ar-condicionado
 

A Prefeitura do Rio, por meio da Secretaria Municipal de Transportes (SMTR), publicou, na segunda-feira (10/06), no Diário Oficial, resolução que proíbe a substituição de ônibus com ar-condicionado por coletivos sem ar-condicionado em todas as linhas do Serviço Público de Transporte Coletivo de Passageiros por Ônibus (SPPO).

 

 

A resolução considerou a unificação da tarifa do sistema de Bilhete Único Carioca (BUC), estabelecida em decreto. Desde 1º de junho, ônibus urbanos com ar-condicionado passaram a adotar a tarifa modal básica praticada pelos coletivos urbanos sem ar-condicionado. Com isso, a cidade passou a ter apenas uma tarifa para todos os ônibus urbanos, em vez das seis tarifas distintas que estavam em vigor.

 

Também foi levado em conta o Plano Estratégico da Prefeitura para o período 2013/2016, que prevê que até 2016 100% da frota de ônibus urbanos da cidade estejam dotadas de ar-condicionado. A SMTR está desenvolvendo um programa de investimentos por parte das concessionárias, baseado nas regras do contrato de concessão, para a implementação do plano, que inclui a análise do impacto tarifário e cronograma.

 

Prefeitura do Rio

0 comentários