Repórter do Terra é agredido em protesto que começou pacífico e acabou com violência no RJ

Jornalista do Terra foi agredido e roubado por manifestantes no RJ
 
Na segunda-feira (17/6), quatro pessoas que quebravam uma agência bancária nas proximidades da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj) agrediram e roubaram o celular do repórter do Terra, André Naddeo, enquanto ele registrava a ação.
 

Crédito:Reprodução/Facebook
 
Segundo o portal, Naddeo contou que foi cercado e questionado pelo grupo. “Eles estavam destruindo uma agência do Itaú e eu estava fazendo foto com celular”, disse. No entanto, quando tentou argumentar sobre o ato, levou um soco na barriga, o celular caiu no chão e os manifestantes saíram correndo com o aparelho. 
Depois de um começo pacífico do protesto no Rio de Janeiro contra o aumento do preço das passagens, a polícia e os manifestantes entraram em confronto em frente à Alerj, que recebeu forte policiamento para evitar pichações.  
 
 
 
Uma pessoa foi detida, acusada de invadir um carro oficial da Assembleia. O manifestante foi levado para a 5ª Delegacia de Polícia.

0 comentários