Encontro do Papa com jovens argentinos será na Catedral

Também foi divulgado as autoridades confirmadas para a Missa de encerramento da JMJ Rio2013
 

encontro papa com jovens argentinosO encontro do Papa Francisco com os peregrinos argentinos na quinta-feira, 25, já tem local definido. Será na Catedral Metropolitana às 12h30. A notícia foi divulgada pelo porta-voz do Vaticano, padre Frederico Lombardi, na coletiva de imprensa da noite da terça-feira, 23. Segundo o padre Lombardi, o encontro atende ao desejo do Sumo Pontífice e dos jovens argentinos. Os detalhes não foram divulgados e, de acordo com ele, serão preparados pelos representantes das delegações argentinas.

O encontro com os jovens argentinos será após a visita do Papa Francisco à comunidade da Varginha, em Manguinhos. O Santo Padre se dirigirá aos jovens em espanhol. “Não sabemos se haverá uma oração ou algo particular”, disse padre Lombardi.

Padre Lombardi comentou também o sucesso da cerimônia de abertura da Jornada Mundial da Juventude (JMJ Rio2013). Segundo dados da Polícia Militar, o público foi estimado entre 500 e 600 mil jovens em Copacabana. “Eu creio que é muito impressionante a participação de todos os jovens. A cenografia, o placo foram muito impressionantes, a atmosfera muito positiva”, comentou.

Também foi divulgado as autoridades confirmadas para a Missa de encerramento da JMJ Rio2013. Entre eles estão os presidentes da Argentina, Cristina Kirchner, da Bolivia, Evo Morales, do Suriname, Dési Bouterse, e os vice-presidentes do Panamá, Juan Carlos Varela, e do Uruguai, Danilo Astori.

 

O dia do Papa Francisco

O Papa Francisco passou o dia em oração e preparação espiritual para os dias da JMJ Rio2013 na residência oficial do Sumaré. De acordo com o Padre Lombardi, o Papa não saiu de casa. Ele celebrou uma Missa particular na capela da residência com a presença do séquito papal e de algumas religiosas. De acordo com padre Lombardi, o Papa assistiu pela televisão a Cerimônia de abertura da JMJ Rio2013.

A cerimônia de lançamento da medalha comemorativa da visita apostólica do Papa, que seria no Corcovado, foi na residência e contou com a participação de Dom Orani João Tempesta, do secretário de Estado, cardeal Tarcísio Bertone, e o presidente da Casa da Moeda, Marcone da Silva Leal.

No Sumaré, também foi realizada uma reunião com o responsável pela agenda do Papa, Dr. Gasbarri, o núncio do Brasil, Dom Giovanni D’aniello, e o responsável do Vaticano pela segurança do Papa, general Domenico Giani, o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo, o ministro Chefe da Secretaria Geral da Presidência da República, Gilberto Carvalho, e representantes do ministério da Defesa e da polícia federal.    

A reunião foi para acertar os últimos detalhes da visita do Papa ao Brasil, como a mudança na viagem à Aparecida e o encontro com os jovens argentinos.

“Eles estão continuamente em contato. É uma reunião absolutamente normal, é previsto que se encontrem. Não era em sentido de emergência”, disse o porta-voz.

0 comentários