Estado apresenta à União projeto para implantação da Linha 3 do Metrô

Governo do Rio de Janeiro solicitou inclusão no Plano de Mobilidade Urbana do Governo Federal
 

O Governo do Estado apresentou ao governo federal um projeto da ordem de mais de R$ 2 bilhões para a implantação da Linha 3 do Metrô, novo traçado que cruzará parte da Região Metropolitana do Rio, passando pelos municípios de Itaboraí, São Gonçalo e Niterói, atendendo cerca de dois milhões de pessoas. O encontro visa obter uma parte do investimento extra de R$ 50 bilhões, anunciados pela presidenta Dilma Rousseff nos últimos meses para o Plano de Mobilidade Urbana.

 

 

Durante a reunião realizada nesta segunda-feira (08/07), em Brasília, com a ministra do Planejamento, Orçamento e Gestão, Miriam Belchior, e o ministro das Cidades, Aguinaldo Ribeiro, o governador Sérgio Cabral reiterou a importância da expansão da malha de transportes que, somada aos investimentos já realizados pelo Estado, beneficiará mais de 70% dos usuários na Região Metropolitana. O projeto que foi apresentado em Brasília opta pela utilização de monotrilho, o que significa uma redução do custo inicial.
 

“Com todas as obras que estamos realizando, vamos saltar de menos de 25% para mais de 70% da população atendida com transporte de alta mobilidade na Região Metropolitana do Rio. Isso representa uma revolução na mobilidade e na qualidade de vida da população”, afirmou o governador.

Ainda de acordo com Cabral, o Governo do Estado tem investido cerca de R$ 11 bilhões no setor de Transporte Público de Massa, como a Linha 4 do metrô, as novas estações de trem e a modernização das composições das linhas de metrô, além da aquisição de nove barcas, que chegarão à cidade no próximo ano.
 

Durante a audiência, o prefeito do Rio, Eduardo Paes, também solicitou a soma de R$ 2,3 bilhões para a ampliação de BRTs na cidade. A ministra do Planejamento afirmou que após a conclusão das conversas com representantes de oito cidades e estados brasileiros serão decididas quais obras irão ser contempladas.

 

Governo do Estado

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.