Jovens do Degase na expectativa de encontrar o Papa Francisco

Internos que visitarão pontífice vão levar presentes e terços para bênção
 

Nove jovens internados em unidades do Degase (Departamento Geral de Ações Socioeducativas) vivem a expectativa de encontrar o Papa Francisco, nesta sexta-feira (26/7). Marcada para ocorrer no Palácio São Joaquim, na Glória, a reunião envolve meninos e meninas de três unidades diferentes. São adolescentes que terão uma lembrança ainda mais especial da Jornada Mundial da Juventude (JMJ). Para o grupo, o encontro representa uma chance de ser abençoado e começar uma nova vida.

 

– Não é qualquer um que tem a sorte de estar com o Papa. Entre mais de 100 jovens, nós fomos os escolhidos – disse o rapaz E.C.S., de 18 anos.

 

Ansiosa, N.C.J., de 18 anos, não vê a hora de entregar ao pontífice dois presentes: um São Francisco feito de cerâmica negra e uma poesia, ambos criados por ela.

 

A menos de duas semanas de voltar ao convívio social, após sua terceira internação, a moça acredita que o encontro com o Papa será um estímulo para superar as dificuldades e refazer sua vida.

 

– É uma oportunidade que Deus está me dando. Preciso desta bênção para voltar a viver lá fora – explicou a jovem.

 

Apertando o terço que carrega no pescoço, a interna A.D.S., da mesma idade, vai levar também os rosários da mãe e do tio para a bênção do pontífice.

 

– É uma simbologia muito forte que esta grande liderança religiosa tenha contato com jovens que vivem em um espaço de privação de liberdade, onde há carência de afeto – disse Azevedo.

 

Segundo o juiz Marcius da Costa Ferreira, da Vara da Infância e Juventude, o critério para a escolha dos jovens foi o bom comportamento, aliado a um perfil de interesse por manifestações religiosas.

 

– Estar com o Papa é um momento de profunda reflexão. A fé é um dos grandes instrumentos para mudar perfis de vida – afirmou o juiz.

 

Agência Brasil

0 comentários