Morre atleta do nado sincronizado do Flamengo

Marcela Pereira viajava para Macaé-RJ quando sofreu o acidente automobilístico fatal
 

Marcela Pereira (acima, no meio) com a equipe de nado sincronizado do Flamengo (Foto: Reprodução / Facebook Oficial)

 

A atleta de nado sincronizado do Flamengo, Marcela Ramalho Pereira, de 22 anos, morreu em um acidente de carro no sábado, dia 29 de junho,  quando ia para Macaé, cidade localizada a nordeste do estado do Rio de Janeiro. O veículo onde ela viajava se chocou com uma carreta.

 

 

O Flamengo também publicou uma nota de pesar em seu site oficial manifestando sua solidariedade à família da atleta, que, segundo o comunicado, “era um dos maiores orgulhos do clube por ter crescido dentro da Gávea e honrado o manto sagrado como poucos”.

 

 

Marcela integrou as seleções brasileiras juvenil e júnior entre 2005 e 2008. Com o Flamengo ela foi pentacampeã brasileira. Em entrevista publicada no jornal “O Dia”, em maio deste ano, a atleta contava que praticava nado sincronizado por amor, e que estava aliviada pelo fato de a nova diretoria ter mantido a equipe, em meio a vários cortes nos esportes olímpicos.

 

Há 13 anos no clube, Marcela dividia o seu tempo entre os treinamentos na Gávea e a faculdade de jornalismo. Por não poder se dedicar integralmente ao esporte, ela descartava disputar os Jogos Olímpicos de 2016. A relação com o clube era tamanha, que em maio ela participou como modelo da apresentação da então nova camisa com o patrocínio da Caixa Econômica Federal.

 

 

No início da tarde de sábado, as gêmeas do nado Bia e Branca Feres lamentaram nas redes sociais a morte da amiga e postaram uma foto ao lado de Marcela Pereira e de Camila Ururahy, do Flamengo.   “Temos que seguir em frente fortes e felizes. É assim que ela (Marcela) quer nos ver, de onde estiver. A verdadeira vida continua. Um dia nadaremos de novo. VAI DEIXAR MUITA SAUDADE! – escreveram no Instagram.

 

 

O sepultamento foi realizado no domingo, dia 30 dejunho, no cemitério São João Batista, na Zona Sul do Rio de Janeiro.

 

 

Redação com fontes

0 comentários