Papa vai se reunir com jovens argentinos na visita ao Rio

Uma das possibilidades é o Terreirão do Samba, um galpão que fica no centro
 

O papa Francisco pode ter um encontro exclusivo com jovens argentinos, durante a Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que começa na terça-feira (23/07), na capital fluminense. A informação foi dada no domingo (21/07) pelo prefeito Eduardo Paes, que estuda um local para a reunião. Uma das possibilidades é o Terreirão do Samba, um galpão que fica no centro.

 

 
“Fui informado hoje pela Igreja Católica do desejo do papa de encontrar um lugar para fazer esse encontro com os jovens argentinos”, revelou Paes. “Afinal de contas, o papa é argentino e lá estava sua paróquia”. Para tentar atender ao pedido, o prefeito quer que o encontro com os argentinos seja na quinta-feira (25/07) ou sexta-feira (26/07), dias de feriado, ou no final de semana.

 

Esta é a primeira viagem internacional de Francisco e, apesar de estar sendo preparada há dois anos, sofre alterações de última hora. Na sexta-feira (19/07), foi incluído trajeto em carro aberto pelas ruas do centro, saindo da Catedral, antes de o papa seguir para recepção, no Palácio Guanabara, onde estarão o governador Sérgio Cabral e a presidenta Dilma Rousseff. A cerimônia custará R$ 850 mil.

 

Segundo Paes, o pedido de alteração na agenda mostra “o lado positivo e uma certa imprevisibilidade do papa Francisco”, que a prefeitura não restringirá. Por enquanto, não foram confirmadas mais alterações. “Acho que devemos nos preparar [para mudanças de última hora]”, reforçou o prefeito. “Pelo estilo do papa Francisco – que acho muito legal –, a chance de [vê-lo] sair por aí, andando de carro aberto, parando nos lugares e falando com as pessoas é grande.”

 

Já para a recepção oficial do pontífice no Palácio da Cidade, na quinta-feira, o prefeito contou que convidou atletas como Pelé, Oscar Schmidt e Neymar – que ainda não confirmou a participação. O evento, onde a bandeira olímpica será abençoada, custará cerca de R$ 200 mil para a prefeitura. “Não terá pronunciamento nenhum, será rápido e simples ”, justificou Paes.

 

Nesta segunda (22/07), para facilitar o deslocamento do pontífice pela cidade e o contato dele com o público, a orientação é que as pessoas evitem vir ao centro de carro particular, não estacionem  nas ruas e tenham paciência com eventuais transtornos e congestionamentos no trânsito.

 

Agência Brasil

0 comentários