Policiais militares do Rio vão ser treinados para evitar excessos em manifestações

Numa reunião ficou acertada a capacitação dos policiais militares para lidar com esse tipo de situação
 

Policiais do Batalhão de Choque da Polícia Militar (PM) fluminense e de outras unidades da corporação vão receber treinamento para atuar em manifestações. Uma reunião na tarde de segunda-feira (15/06) na Secretaria de Estado de Assistência Social e Direitos Humanos, com a participação do comando da PM e de representantes de órgãos de proteção de direitos humanos, ficou acertada a capacitação dos policiais militares para lidar com esse tipo de situação.

 

“Criaremos um módulo específico para policiais atuantes em manifestações. A PM tem seu modo de agir no que diz respeito à prática de direitos humanos e precisa compreender a lógica de proteção da pessoa humana e respeitar direitos humanos. Será um módulo de instrução que faremos junto com órgãos de direitos humanos, qualificando os profissionais da segurança pública”, disse o secretário de Direitos Humanos, Zaqueu Teixeira.

 

Ainda de acordo com o secretário, a PM espera que os excessos cometidos pelos policiais nos protestos sejam denunciados pela população. “Excessos cometidos pela PM devem ser denunciados para que os casos sejam apurados rigorosamente. O uso de gás [lacrimogêneo] e de equipamentos não letais devem ser utilizados de forma moderada. Aqueles que cometeram excessos e foram identificados, estão afastados das manifestações”, declarou.

 

Participaram da reunião representantes da Anistia Internacional, do Conselho Estadual de Direitos Humanos, do Conselho de Direitos Humanos da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB), da Defensoria Pública do Estado e da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República.

 

Agência Brasil

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.