Prefeitura divulga balanço da Jornada Mundial da Juventude

Mais de três milhões de pessoas participaram da Jornada, que contou com eventos abertos ao público em Copacabana, na Quinta da Boa Vista, na Lapa, e em diversas paróquias
 

Eduardo_Paes

 

A Prefeitura do Rio divulgou na tarde de segunda-feira, dia 29 de julho, um balanço do serviço prestado pelos órgãos municipais durante a Jornada Mundial da Juventude, que aconteceu na cidade de 23 a 28 de julho, com a presença do Papa Francisco, em sua primeira viagem internacional como pontífice.

 

 

 

Mais de três milhões de pessoas participaram da Jornada, que contou com eventos abertos ao público em Copacabana, na Quinta da Boa Vista, na Lapa, e em diversas paróquias. Dados do Ministério do Turismo revelam que dois milhões de turistas estiveram no Rio durante a JMJ, movimentando R$1,2 bilhão na economia da cidade, um recorde de visitação no país, considerando que todos estavam em uma mesma cidade e em um mesmo período. Vindos de 170 países, 93% dos turistas pretendem voltar para conhecer melhor o Rio.

 

 

De acordo com números oficiais do Comitê Organizador Local (COL) da JMJ, 355 mil peregrinos de 175 países se inscreveram na Jornada. Desses, 220 mil eram brasileiros, 63% deles moradores da região Sudeste, 16% da região Sul e o restante do Nordeste, Norte e Centro Oeste. Seis mil jornalistas de mais de 70 países cobriram a Jornada.

 

 

O prefeito Eduardo Paes considerou a Jornada Mundial da Juventude no Rio um sucesso e citou os pontos positivos:  “O controle de acesso à cidade foi fundamental para a organização do evento, assim como a compreensão e o apoio dos cariocas, que evitaram grandes deslocamentos pelo Rio. A rota de peregrinação da Central do Brasil para Copacabana foi incrível, uma decisão acertada devido à troca da Vigília e da Missa de Envio de Guaratiba para Copacabana; o trânsito da cidade permaneceu com muita fluidez e os transportes públicos funcionaram 24 horas, transportando mais de 9 milhões de pessoas; também contamos com enorme gentileza e paciência dos moradores de Copacabana, bairro que praticamente sediou a Jornada Mundial da Juventude.

 

 

Transportes

Durante todo o período da Jornada Mundial da Juventude,  8.800 ônibus urbanos (2 mil veículos apenas nos bolsões) fizeram 3,5 milhões de viagens, transportando os peregrinos até os locais dos eventos.

 

 

 

Um dos principais portões de entrada da cidade, a Rodoviária Novo Rio contabilizou recordes para o período. Pelo terminal passaram mais de 500 mil peregrinos que chegaram em 29 mil ônibus (sendo 5 mil extras) durante toda a JMJ.

 

 

 

Além disso, também foram registrados 6.438 ônibus fretados, que transportaram cerca de 290 mil peregrinos nos quatro pontos de credenciamento nas rodovias com destino às paróquias e ao Terminal do Fundão.

 

 

 

O sistema de trens, que operou 24h sábado e domingo, fez 3 milhões de viagens no período, com recorde de movimento em apenas um dia na Central do Brasil (155.777 passageiros), segundo a Supervia. Já o MetrôRio, que também operou em esquema especial ininterrupto de quinta-feira a domingo, transportou 3 milhões de passageiros em 4.250 partidas.

 

 

 

Nos aeroportos Santos Dumont e Galeão, 14 mil peregrinos circularam pela área do fun zone para atendimento e informações.

 

 

CET-Rio:

Efetivo empregado: 2.840 homens/dia (GM/CET-Rio);
91 Painéis de mensagens variáveis e 281 mensagens/dia;

237 imposições semafóricas/dia (alteração no tempo dos semáforos);

• Segunda-feira: 22 vias bloqueadas
• Terça-feira: 18 vias bloqueadas
• Quarta-feira: 41 vias bloqueadas
• Quinta-feira: 57 vias bloqueadas
• Sexta-feira: 52 vias bloqueadas
• Sábado: 60 vias bloqueadas
• Domingo: 54 vias bloqueadas

Redução do tráfego de 11% no feriado da terça, 40% na quinta e na sexta, 20% no fim de semana e na quarta-feira e 18% na manhã da segunda.

 

 

Limpeza urbana

A Comlurb removeu 345 toneladas de resíduos orgânicos e 45 toneladas de materiais recicláveis durante a Jornada Mundial da Juventude. Após a Vigília e a Missa de Envio foi realizado um forte trabalho de limpeza com remoção de resíduos das ruas e das areias e lavagem das pistas, além de reforço com uso de desinfetante nas áreas onde foram instalados os banheiros químicos. Copacabana foi entregue totalmente limpa às 2h da madrugada desta segunda-feira.

 

 

 

Uma equipe de 3.200 garis atuou em três turnos na limpeza, realizando a manutenção contínua e intensificando os serviços ao fim de cada evento. Foram colocados quatro mil contêineres desde a Central do Brasil até a orla de Copacabana e adjacências, facilitando o descarte dos resíduos. Uma frota de 15 caminhões compactadores e 20 basculantes foi utilizada na remoção dos resíduos comuns. Já o material reciclável foi coletado com apoio de cinco caminhões específicos para este tipo de serviço. Foram utilizados ainda caminhões pipa e carros lava jato.

 

 

 

Pela primeira vez a Comlurb realizou coleta seletiva num grande evento. Todo o material reciclável foi coletado em caminhões exclusivos para este fim e encaminhado às cooperativas de catadores da cidade. O tipo de resíduo gerado foi de grande volume, mas de pouco peso, a maioria de embalagens de alimentos, além das caixas de papel dos kits que os peregrinos receberam. O ponto forte dessa JMJ foi a participação dos fiéis nos primeiros dias, que depositaram o lixo nos locais corretos e tiveram cuidado em dispor os recicláveis nos contêineres especiais.

 

 

 

Na comunidade de Varginha, em Manguinhos, a Comlurb contou com 45 garis, dois caminhões compactadores, sendo um deles mini compactador e houve o incremento de 11 caixas metálicas e 100 contêineres. Com a mudança da programação da Jornada Mundial da Juventude de Guaratiba para Copacabana, no sábado e no domingo, dias 27 e 28, a Comlurb replanejou sua logística para atender os peregrinos que fizeram a caminhada a partir da Central do Brasil até Copacabana, bem como para garantir a limpeza de todas as áreas onde aconteceram os eventos.

 

 

 

Saúde

Os 11 Postos Médicos montados pela Secretaria Municipal de Saúde em Copacabana (7), na Via de Peregrinação (3) e no Angelus, na Glória (1), registraram 4.780 atendimentos, com 84 remoções para unidades da rede municipal de saúde. O esquema especial de atendimento aos peregrinos envolveu 240 profissionais, entre eles, 103 médicos, 35 enfermeiros e 102 técnicos de enfermagem, contratados e supervisionados por funcionários da SMSDC.

 

 

 

Foram colocados 79 leitos e 60 ambulâncias à disposição dos peregrinos. As principais causas de atendimentos foram mal estar geral, crise de asma, hipertensão (em idosos), vômito, diarreia, dor lombar e cansaço. Os casos mais graves foram transferidos para unidades de saúde do município. Não houve registro de óbito. Os postos permaneceram abertos até a noite de domingo, quando os peregrinos deixaram Copacabana.

 

 

Ordem Pública | Guarda Municipal

A Secretaria Municipal de Ordem Pública (Seop), com o apoio da Guarda Municipal, rebocou 131 veículos e multou 849 por estacionamento irregular em Copacabana, na Zona Sul, de 23 a 28 de de julho. Trabalharam, diariamente, 5.100 pessoas entre guardas municipais e agentes de controle urbano com patrulhamento em Guaratiba, Copacabana, Quinta da Boa Vista e Lapa, além dos pontos de entrada e saída da cidade, como os Aeroportos Internacional Tom Jobim e Santos Dumont e Rodoviária Novo Rio. A fiscalização foi reforçada nos principais pontos turísticos da cidade, como Cristo Redentor, Pão de Açúcar e Orla.

 

 

 

No trânsito, o efetivo da Guarda Municipal atuou na orientação de motoristas e pedestres, sobre interdições, bloqueios e rotas.

 

 

A Guarda Municipal também montou bloqueio em pontos estratégicos para evitar a circulação dos veículos fretados para transportar peregrinos fora do horário. Os agentes realizaram trabalho de orientação, chegando a acompanhar alguns veículos a seu destino. Ao todo, foram interceptados 15 ônibus por estarem fora da rota de suas paróquias ou em horários não permitidos. Todos foram orientados, conduzidos ao trajeto correto ou retidos até o horário autorizado.

 

 

Somando o número de agentes nos módulos, nos eventos especiais e do efetivo regular de rotina que patrulhou as demais vias da cidade, a GM-Rio empregou cerca de 5 mil guardas municipais diariamente durante a JMJ.

 

 

Riotur

A Riotur instalou 13 postos de informações temporários: um nas Barcas, três no Metrô (Siqueira Campos, Arcoverde e Botafogo), três na Supervia (Campo Grande, Santa Cruz e Central), três nos postos de salvamento da orla de Copacabana (Postos 2, 4 e 5), e dois no BRT (Alvorada e Recreio), além de Centro e Botafogo.

 

 

Os oito postos fixos de atendimento da Riotur, já existentes, funcionaram normalmente no Aeroporto Internacional, Candelária, Copacabana Orla, Copacabana Princesa Isabel, Shopping da Gávea, Rodoviária (sendo este reformado para a Jornada), Monumento Estácio de Sá.

 

Como legado da Jornada, oito postos de atendimento ao turista que ficarão no Leblon, em Ipanema, na Urca, na Quinta da Boa Vista, na Lapa, no Sambódromo, na Barra e no Aeroporto Santos Dumont.

 

 

Numero de atendimentos: 273.331

Atendentes Bilíngues:
Nos postos extras: 38
Nos postos fixos: 99
Nas ruas em pontos estratégicos: 50, sendo 36 horas ininterruptas na rota de peregrinação.

 

 

Sistema de Sinalização

Blimps: 22
Sentinels: 42
Torres: 41
Adesivo de Chão: 1.190
Placas de Sinalização: 4.569
Envelopamento da entrada do Túnel Pasmado
2 km de lona para grades na rota dos peregrinos

 

 

Aproveitamento estrutura Guaratiba

Assim que anunciado a mudança, a Secretaria de Turismo / Riotur alocou quase 100% de toda a estrutura que seria usada em Guaratiba na nova Rota de Peregrinação.

Equipamentos

3 torres
450 placas
17 blimps
2 postos de informações
88 agentes de informações
9 sentinel com as quilometragem
2 km de faixas de grades
6 km de grades

 

 

Aplicativo:
• 15 mil downloads – 10.000 android e 5.000 ios

 

 

Redes Sociais:

• Facebook – 50 mil pessoas alcançadas

• Google Plus – 150 mil seguidores

• Galeria de Fotos – Mais de 10 mil downloads

 

 

Distribuição de Material:

Guia da JMJ – 400 mil (Português / Inglês / Espanhol)

Guia do Rio JMJ – 300 mil (Português / Inglês)

Mapas do Rio – 1.1 milhão (Português / Inglês)

Caminhos da Fé – 30 mil (Português / Inglês / Espanhol)

 

 

Impacto econômico e outros índices (Fonte: Ministério do Turismo)

Visitantes desembolsaram R$ 1,2 bilhão;

72,7% dos estrangeiros disseram estar na cidade pela primeira vez e 93% afirmaram que estão dispostos a retornar;

53,6% deles afirmaram que querem voltar ao Brasil em até um ano (12,7% pretendem fazer isso no prazo de um a seis meses);

Solteiros (85,6%);

Mulheres (52,5%);

Hospedados em casa de voluntários (55,6%);

Menos de 7% ficaram em hotéis;

57% têm até 25 anos;

7% recorreram a agências de viagens

Entre as atividades realizadas durante a estadia na cidade:

77,7% destacaram os atrativos turísticos;

39,7%, sol e praia;

38,6%, atividades culturais;

28,5%, compras;

9,5%, diversão noturna.

 

 

Serviço 1746

Solicitações ao serviço 1746 especificamente sobre a JMJ (trânsito, transportes, informações gerais sobre o evento): 1.388 atendimentos

Quantidade de ligações ao 1746 para a Riotur (de 22 a 28 de julho): 1.680

Este número inclui, além das informações sobre a Jornada, informações turísticas e de hotelaria

 

 

 

Prefeitura da Cidade do Rio de Janeiro
 

0 comentários