Prefeitura inicia obras no Engenhão

Prazo para a reabertura do Estádio João Havelange é de 18 meses
 

A Prefeitura do Rio anunciou nesta segunda-feira (01/07) o começo das obras de intervenção na cobertura do Estádio Olímpico João Havelange, o Engenhão. O local está interditado desde 26 de março, após um laudo apontar instabilidade na estrutura coberta do estádio. De acordo com o cronograma apresentado,  para os próximos dois meses estão previstas ações de infraestrutura, como mobilização do canteiro de obras e montagem das gruas que servirão de apoio aos operários. A desmontagem da cobertura está prevista para setembro.

 

Segundo o secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, a previsão dada pelo consórcio responsável pela obra é de 18 meses para a reabertura do estádio: 

 

“Nenhum recurso público será investido nessa reforma e o estádio só voltará a ser reaberto quando estiver garantida a integridade do público.”

 

A interdição do estádio não vai alterar os planos de treinamento do Botafogo e das seleções mundiais que ficarem hospedadas no Rio durante a Copa do Mundo Fifa 2014. Os treinos continuarão sendo realizados no campo anexo do Engenhão, como aconteceu na Copa das Confederações. 

 

Responsável pela construção, o consórcio Racional Delta Recoma enviou comunicado à prefeitura, no qual pediu mais tempo para analisar os documentos sobre a interdição da cobertura do estádio. Para não atrasar o processo e evitar que o estádio fique fechado por mais tempo, o Consórcio Engenhão (Odebecht e OAS) decidiu arcar com os custos e reivindicar na Justiça o ressarcimento dos valores que serão gastos na reforma.

 

“Não somos os responsáveis pelo problema, mas tomamos a decisão de executar a obra de reforma para que cessem os prejuízos. Depois tomaremos as medidas judiciais cabíveis para sermos ressarcidos”, explicou o engenheiro Marcos Vidigal do Amaral, do Consórcio Engenhão. 

 

O procurador-geral do município, Fernando Dionísio, explicou a posição da prefeitura sobre a questão de ressarcimento na Justiça pelos danos causados com o fechamento do estádio:

 

“O município irá buscar o responsável por isso. Danos foram causados, efetivos e diretos, inclusive à imagem da cidade. Ficaremos sem o estádio por um bom período, mas daremos tempo às empresas para apresentarem suas defesas.”

 

O Engenhão está interditado desde o dia 26 de março por não apresentar os requisitos mínimos de segurança para o público. Um relatório da empresa alemã SBP determinou que ventos acima de 63 km/h poderiam derrubar a cobertura do estádio, que foi inaugurado em 2007.

 

Cronograma das obras

 

Detalhamento do projeto – junho a novembro de 2013
Mobilização do canteiro de obras – julho a setembro de 2013
Montagem das gruas – agosto a outubro de 2013
Desmontagem da cobertura – setembro a fevereiro de 2014
Escoramento da cobertura – agosto a outubro de 2013
Fabricação de peças – agosto de 2013 a outubro de 2014
Reforço da cobertura – dezembro de 2013 a novembro de 2014
Reforços dos arcos – dezembro de 2013 a novembro de 2014

 

Prefeitura do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.