Rio: hotéis mais baratos devem ter 100% de ocupação na Jornada da Juventude, estima sindicato

Segundo o presidente da entidade, Pedro De Lamare, não há mais vagas disponíveis nesses estabelecimentos para atender aos fiéis que chegam à cidade para o evento, que começa na próxima semana
 

O índice de ocupação para a Jornada Mundial da Juventude (JMJ) nos hotéis que oferecem preços mais acessíveis, do tipo hostel e albergue, inclusive na zona sul, deve chegar a 100%, informou o Sindicato de Hotéis, Bares e Restaurantes (SindRio). Os preços da diária nesse tipo de hospedagem variam entre R$ 50 e R$ 85.

 

Rio hotéis mais baratos devem ter 100 de ocupação na Jornada da Juventude estima sindicato

 

Segundo o presidente da entidade, Pedro De Lamare, não há mais vagas disponíveis nesses estabelecimentos para atender aos fiéis que chegam à cidade para o evento, que começa na próxima semana.

 

Grupos de peregrinos e visitantes fecharam alguns albergues com antecedência e conseguiram, com isso, preços mais razoáveis. Para os fiéis que não providenciaram vagas previamente, De Lamare sugeriu que procurem a rede convencional de hotelaria. Ele destacou que muitos grupos estão buscando alugar apartamentos por temporada.

 

Para a hotelaria convencional, a previsão da entidade é ocupação em torno de 55%, de acordo com a entidade. O presidente do SindRio acredita, porém, que o índice poderá subir até o final da semana, com a proximidade de início da jornada. “Como estamos no período das férias escolares e o Rio já é um destino turístico muito procurado, a gente tem bastante turista na cidade, brasileiros e de fora, eu acredito que para o final dessa semana devem começar a chegar mais pessoas ligadas à jornada”.

 

A Associação Brasileira da Indústria de Hotéis do Rio de Janeiro (Abih-RJ) informou que a ocupação média de hotéis convencionais está em 61,97%. As regiões mais procuradas até agora são o centro da cidade, com 69,53% dos quartos ocupados, Copacabana e Leme, com 68,35%, e Ipanema e Leblon, com 57,31%. A Barra da Tijuca, na zona oeste do Rio,  tem 47,18% dos quartos reservados para o evento.

 

Os hotéis de três e quatro estrelas respondem por 63,78% das reservas. Para o presidente da Abih-RJ, Alfredo Lopes, isso confirma a expectativa da entidade. “A maior parte dos participantes da Jornada Mundial da Juventude optou por hospedagens econômicas e alternativas, e não a hotelaria padrão de três a cinco estrelas localizada no corredor turístico da cidade”, disse.

 

Para atrair os visitantes, a Abih-RJ está dando continuidade à campanha de descontos de até 50%, iniciada por ocasião da Copa das Confederações, em junho. Os descontos nas tarifas variam entre 10% e 50%.

 

Agência Brasil

0 comentários