Unidades da Faetec abrem as portas para mais de 3,8 mil peregrinos da JMJ

Instituições preparam estrutura para os eventos culturais
 

Reta final para os últimos preparativos da Jornada Mundial da Juventude (JMJ), que será realizada a partir da próxima terça-feira (23/7) até 28 deste mês. Integrada também com grandes eventos promovidos no Estado do Rio, a Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), instituição vinculada à Secretaria de Ciência e Tecnologia, está se preparando para receber 3.820 jovens, entre peregrinos e voluntários.

 

Seis escolas da rede servirão dehospedagem a partir de domingo (21/7). Além dessas, ganha destaque uma das maiores unidades da Faetec, o complexo educacional Cetep Barreto, em Niterói. Seus 72.256 m² de área total serão palco para uma grande estrutura de atividades culturais.

 

Atrações internacionais com bandas católicas se apresentarão no palco do Festival da Juventude. Marcado para acontecer entre os dias 23 e 26, o festival será sempre a partir das 13h, seguindo até 21h30. A escola também abrirá espaço para a catequese de língua espanhola, de 24 a 26, entre 9h e 13h. A previsão é que a unidade do Barreto receba mais de 700 pessoas ao longo das apresentações.

 

Hospedagem com direito à segurança e à internet

 

Para garantir a segurança e o conforto dos mais de três mil jovens que irão pernoitar em unidades escolares da Faetec, a rede elaborou um esquema de plantão de servidores a fim de que as hospedagens e os eventos culturais transcorram com tranquilidade. Segundo o diretor Laércio Rocha, responsável pela Diretoria de Implantação e Logística da Faetec, o monitoramento dos espaços é indispensável.

 

– Em parceria com persos setores da Faetec como Apoio Patrimonial, Manutenção e Serviços Gerais, funcionários da nossa diretoria estarão gerenciando o acolhimento dos peregrinos da JMJ 2013. Mobilizamos um quantitativo para realizar essas rondas a fim de garantir a segurança dos visitantes – explicou o diretor.

 

Por meio da Secretaria de Ciência e Tecnologia, a Faetec investiu também na implantação de redes WiFi nas escolas, garantindo aos jovens conexão na internet 24 horas por dia.

 

– A internet é vista como um instrumento tanto de informação quanto de opinião. E o jovem de hoje é articulado, conectado. Ao disponibilizar o acesso à web, estamos apostando e incentivando esse viés de participação social. Isso é estar antenado com a realidade da juventude – afirmou o diretor de Gestão da Informação, Aldo Ribeiro.

O complexo educacional Cetep Marechal Hermes, na Zona Norte do Rio, é a unidade que abrigará mais participantes da JMJ, totalizando 1.000. Para o coordenador da unidade, Francisco Ribeiro, receber os peregrinos será um pisor de águas para a escola, que vem preparando as instalações há dias.

 

Para o diretor da Escola Técnica Estadual Adolpho Bloch, localizada em São Cristovão, José Adriano da Silva Alves, receber esses jovens é um ato de solidariedade que marcará também a história da unidade.

 

– Vamos oferecer condições confortáveis para os peregrinos e seremos solidários em um evento que inspira a fé e troca de culturas. Esperamos que a JMJ transcorra da melhor forma possível, sobretudo no que diz respeito a nossa unidade escolar, que receberá 240 pessoas – ressalta o diretor.

 

As Escolas Técnicas Estaduais Ferreira Viana (Maracanã), Juscelino Kubitschek (Jardim América) e de Ensino Fundamental Oscar Tenório (Marechal Hermes) também receberão peregrinos, além do Centro de Educação Tecnológica e Profissionalizante Santa Cruz e o Instituto Superior de Educação do Rio de Janeiro (Iserj), na Tijuca.

 

Governo do Rio

0 comentários