Claudia Abreu vive Pluft, um fantasminha bacana, no teatro

De volta aos palcos a história da amizade entre uma menina e um fantasma, sucesso desde 1955
 

 

Ela está de volta ao teatro. A atriz Cláudia Abreu volta ao teatro infantil para contar, mais uma vez, a história da amizade entre uma menina e um fantasma, sucesso nos palcos desde 1955. Estreia domingo, no Teatro Tablado, na Lagoa, ‘Pluft, O Fantasminha’, uma das peças mais emblemáticas escrita por Maria Clara Machado. 

 

Maria Clara Gueiros e Claudia Abreu estão no elenco do espetáculo – Foto:  Guga Melgar

 

O espetáculo — que também tem Maria Clara Gueiros no elenco — gira em torno do encontro de Maribel, uma menina sequestrada e escondida em um porão, e Pluft, interpretado por Claudia Abreu, um fantasminha do bem que vive por lá. No papel-título pela segunda vez (encarnou Pluft em 2003), a atriz conta que, agora, vai subir no palco com uma motivação diferente.

 

 

“Eu quis voltar a fazer a peça porque tive três filhos depois daquela montagem, e eles têm menos de 6 anos. Quis fazer especialmente para eles. Acho que vai ser um marco carinhoso na infância deles. E também acho que vou descobrir novas formas de fazer a peça. O contato com as crianças é sempre surpreendente e encantador”, analisa Claudia.

 

 

“Há anos a peça vem sendo montada por amigos, familiares, alunos e ex-alunos consagrados. Sempre com muita emoção e muito afeto”, afirma a diretora do espetáculo, Cacá Mourthé, diretora do espetáculo e sobrinha de Maria Clara Machado.

 

 

TEATRO TABLADO

Avenida Lineu de Paula Machado 795, Lagoa (2294-7847). Sáb e dom, às 17h. R$ 50. Até 15 de dezembro. Estreia domingo.dia 1º de setembro

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.