Produtores agroecológicos recebem apoio do Rio Rural no Noroeste

Rede de pesquisa do programa desenvolve plano de ação para estruturar a cadeia de orgânicos
 

produtoresA produção de alimentos orgânicos está ganhando reforços no Noroeste Fluminense graças a ação direta das empresas vinculadas e dos programas estruturantes da Secretaria de Agricultura e Pecuária. Produtores e técnicos executores estão trabalhando em conjunto para solucionar os gargalos que dificultam o desenvolvimento desta cadeia produtiva. A iniciativa é um dos resultados da Rede de Pesquisa, Inovação, Tecnologia e Serviços Sustentáveis em Microbacias Hidrográficas, fórum que reúne instituições públicas de pesquisa e extensão rural, universidades e associações de produtores rurais, fruto de parceria entre o Rio Rural, a Emater-Rio, a Pesagro-Rio e o Sebrae-RJ.

 

Na última semana, técnicos do Rio Rural e do Sebrae-RJ apresentaram o plano de apoio ao desenvolvimento da agroecologia. O encontro aconteceu no Espaço do Agronegócio da 34ª Exposição Agropecuária de Santo Antônio de Pádua e reuniu cerca de 50 agricultores do noroeste.

 

– Estas ações estão sendo propostas para suprir as demandas dos produtores orgânicos e agroecológicos, elaboradas a partir do levantamento realizado junto aos próprios agricultores – esclareceu Fábio Ramos, consultor do Rio Rural que coordenou o encontro e apresentou o plano, que foi aprovado pelos presentes.

 

O levantamento de demandas foi feito em reuniões de trabalho que aconteceram entre abril e junho deste ano, com produtores de todo o noroeste. Entre os gargalos apontados estão a dificuldade de acesso a insumos orgânicos, falta de assistência técnica, dificuldade em obter a certificação de orgânico, transporte e escoamento da produção, entre outros.

 

– O plano pretende solucionar os entraves, integrando ações interinstitucionais e incentivando diretamente o desenvolvimento da produção orgânica – afirmou Marcos André Dias Jogaib, assessor técnico em Cadeias Produtivas do Rio Rural.

 

A próxima etapa será elaborar a lista de produtores que vão aderir ao projeto. O público alvo são produtores orgânicos já certificados e os que se encontram em processo de transição. Destes últimos, denominados agroecológicos, existem 221 produtores no noroeste que integram o projeto PAIS – Produção Agroecológica Integrada e Sustentável – do Sebrae-RJ.

 

José Alcino Cosendey Nascimento, técnico do Sebrae-RJ que coordena este projeto no noroeste, informou aos produtores que os técnicos do PAIS serão capacitados para seguir a metodologia do Rio Rural.

 

– Técnicos do PAIS e da Emater-Rio irão trabalhar em conjunto para suprir a demanda de assistência técnica dos agricultores – disse Cosendey. Além da assistência técnica, os produtores terão acesso a máquinas, equipamentos e insumos através do projeto.

 

Presentes na reunião, o secretário executivo do Rio Rural, Nelson Teixeira, e a coordenadora técnica do programa, Helga Hissa, destacaram que o interesse do produtor é essencial para o sucesso do projeto.

 

– Queremos expandir o sistema de cultivo agroecológico e aumentar a renda do produtor. O Estado apoia o projeto, mas a iniciativa do produtor é imprescindível. O agricultor tem que fazer sua parte – afirmou Teixeira, convidando os agricultores a aderir ao projeto.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.