Reforço escolar aumenta rendimento de alunos

Quatro unidades do Estado são certificadas por resultados alcançados
 

reforco-escolarImplementado há pouco mais de um ano, o projeto Reforço Escolar tem feito a diferença na vida de milhares de alunos dos ensinos Fundamental e Médio da rede estadual. Parceria da Secretaria de Educação com o Cecierj (Centro de Educação a Distância do Estado do Rio de Janeiro), a iniciativa que visa suprir as deficiências em leitura, escrita e matemática de estudantes de mais de 500 escolas está adotando práticas para tornar as aulas cada vez mais estimulantes.

 

 

Este ano, quatro unidades escolares integrantes do projeto foram certificadas pela secretaria. A premiação considerou o número de inscritos, a quantidade de turmas com êxito, aplicação do material elaborado especialmente para o projeto, frequência, divulgação adequada e boas práticas.

 

 

– As escolas vêm estimulando o aluno com aulas bem mais dinâmicas do que as tradicionais. Este conjunto de práticas auxilia ainda na preparação para provas externas – afirmou a coordenadora de Ensino da secretaria, Patrícia Alexandre.

 

 

Com 83 alunos matriculados na complementação do ensino, o Ciep Gilson Amado, em Japeri, na Baixada Fluminense, foi um dos premiados.

– Tivemos que lidar com a desmotivação dos alunos, que não desejavam estudar no contraturno. Fizemos uma campanha de conscientização com estudantes e responsáveis, o que aumentou a frequência. Eles notaram a diferença de abordagem dos conteúdos, vendo que se tratava de uma proposta diferente – explicou a professora Elisonia Portela.

 

 

Já no Ciep Alaíde de Figueiredo Santos, em São Gonçalo, outro premiado, a aposta foi na leitura e interpretação de textos de escritores consagrados.

– O aluno fica muito mais à vontade porque o grupo é menor, formado por jovens de várias turmas. Isso cria um laço de amizade, que favorece o entrosamento e a troca de conhecimento. Estamos trabalhando com interpretação de textos, uma das maiores dificuldades em sala de aula”, disse Andréa Costa, que ensina Língua Portuguesa para mais de 130 alunos inscritos.

 

 

Outro bom exemplo do Reforço Escolar vem do mesmo município. O Colégio Estadual Dorval Ferreira da Cunha também aposta no dinamismo para prender a atenção dos 106 jovens beneficiados pela iniciativa.

– O projeto contribui para uma aprendizagem mais estimulante – afirmou o professor Marcelo Ferro.

 

 

Vem de Cabo Frio, na Região das Baixadas Litorâneas, o quarto integrante do grupo que se destaca nos resultados do Reforço Escolar. Para a professora Elaine Gomes, a valorização dos mais de 100 integrantes do projeto no Colégio Estadual Professor Renato Azevedo é a principal vitória.

– Cada aluno se desenvolve a seu modo e no seu tempo. É preciso trabalhar a autoestima, para que eles percebam suas capacidades – explicou Elaine.

 

Governo do Rio

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.