Estado terá programa para telefonia celular rural e difusão digital

Ação do Rio Rural contará com recursos do Banco Mundial e governo do estado
 

Começam a ser instaladas ainda este ano no interior do estado as primeiras antenas do programa de telefonia celular rural e difusão digital, realizado pela Secretaria de Agricultura. O anúncio foi feito segunda-feira (9/9), durante a abertura da 2ª Conferência Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável e Solidário, em Nova Friburgo.

 

 

De acordo com Christino Áureo, serão investidos R$ 18 milhões no programa, dos quais R$ 12 milhões do Banco Mundial, através do programa Rio Rural, e R$ 6 milhões de contrapartida do governo do estado.

– Os recursos serão utilizados na aquisição das antenas para a comunicação via celular e acesso a internet 3G. Técnicos já estão mapeando as áreas de cobertura e providenciando a licitação para a compra das estruturas – destacou.

A Conferência, promovida pelo Ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, em parceria com a Secretaria de Agricultura, segue até quarta-feira (11/09), no auditório do Hotel Bucsky, reunindo produtores e representantes de entidades ligadas ao segmento rural fluminense. No período estão sendo debatidas questões que servirão de base para a formulação do Programa Estadual de Desenvolvimento Rural Sustentável, a ser levado para a conferência nacional, em Brasília, entre os dias 14 e 18 de outubro.

– O Rio de Janeiro vai para o encontro nacional com uma carteira de realizações importantes, mostrando o quanto avançou e onde ainda precisa avançar no setor. Quero deixar em destaque para discussão na conferência a importância da nossa política de mobilidade rural, implementada pelo programa Estradas da Produção. Nos últimos três anos recuperou cerca de oito mil quilômetros de estradas vicinais nas áreas rurais de todo o estado, representando 50% da malha dessas vias, que nunca tiveram esse tipo de manutenção – disse.

Ao final, foi lançado o Manual de Calagem e Adubação, produzido pela Emater-Rio em parceria com a Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro e Embrapa. Áureo ressaltou que a nova publicação será fundamental para produtores, técnicos e profissionais que trabalham no setor. A falta de adubação, correção e preservação da qualidade do solo comprometem a produção.

Durante a Conferência Estadual também serão eleitos 30 delegados que representarão o Rio de Janeiro no encontro nacional.

 

Participaram da cerimônia a secretária de Desenvolvimento Territorial do ministério do Desenvolvimento Agrário – MDA, Andrea Butto, representando o ministro Pepe Vargas, o prefeito de Nova Friburgo, Rogério Cabral, o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, Felipe Peixoto, entre outras autoridades.

 

Agência Brasil

0 comentários