Projeto de urbanização irá revitalizar atividade pesqueira em Jurujuba

Pescadores, moradores e comerciantes irão participar do desenvolvimento do plano
 

projeto-recuperacao-jurujubaO Governo do Estado assinou, nesta quarta-feira (25/9), contrato com o Consórcio Campo-Fábrica para a elaboração do projeto executivo que definirá as propostas urbanísticas para as futuras obras de revitalização da atividade pesqueira de Jurujuba, em Niterói. A empresa terá nove meses para desenvolver o projeto, de cunho socioambiental, que contará com a participação de representantes de associações de pescadores, maricultores, comerciantes e moradores da região.

 

 

Para a ação – que terá investimento de R$ 1.101.037 – será feito um levantamento socioeconômico da comunidade com o objetivo de compreender a organização espacial do local, identificar particularidades e saber a opinião dos moradores e pescadores sobre os principais problemas estruturais de Jurujuba. Haverá também reuniões e oficinas para apresentação das propostas de intervenções à sociedade civil, cujos representantes poderão debater e opinar sobre o projeto.

 

 

As obras no bairro niteroiense – famoso por sua tradição na pesca artesanal – vão beneficiar cerca de 800 famílias das regiões do Morro do Lazareto/Cascarejo, Travessa dos Maricultores, Morro do Morcego/Brasília, Edificações na Praia de Eva e Morro do Pau Ferro.

 

 

“O projeto de urbanização terá foco na revitalização da atividade pesqueira da região, com medidas de respeito ao meio ambiente. O processo de criação deste croqui abrangerá atividades com metodologia participativa, como reuniões e oficinas, que terão sempre a presença de entidades da sociedade civil. A ação será realizada de maneira semelhante ao que foi feito no projeto do Canto Itaipu. Estamos abertos às ideias sugeridas pela população do bairro e precisamos da ajuda da comunidade para elaborar um projeto urbanístico eficiente e rentável, que possa atender às necessidades não somente dos pescadores, mas também dos moradores, visitantes e comerciantes da região”, disse o arquiteto do Consórcio Campo-Fábrica, Ricardo Kawamoto.

 

 

Para o maricultor Vilmar Ximenes, vice-presidente da Associação de Moradores de Jurujuba e presidente de uma das associações de maricultura do bairro, o projeto de revitalização vai melhorar a qualidade de vida de quem mora e circula pela região.

 

 

“O projeto de revitalização é uma ótima ideia porque vai proporcionar melhorias na mobilidade, com implantação de calçamento, além da criação de áreas apropriadas para a atividade pesqueira. Acho muito importante que representantes da comunidade façam parte do desenvolvimento deste projeto, pois só quem mora e trabalha aqui conhece as necessidades da região”, afirmou Vilmar.

 

 

O secretário de Desenvolvimento Regional, Abastecimento e Pesca, Felipe Peixoto, destacou que as intervenções urbanísticas também vão ajudar a impulsionar o turismo em Jurujuba.

 

 

“Queremos melhorar a estrutura da pesca e também do turismo nesta região, que é um lugar muito bonito e com uma tradição pesqueira antiga. Por isso, pretendemos realizar uma discussão com a comunidade, de forma participativa, para elaborar um projeto que melhore as condições de trabalho dos pescadores e facilite o dia a dia dos moradores de Jurujuba, mantendo os valores da pesca artesanal e também oferecendo uma estrutura adequada para atrair turistas, o que, certamente, vai gerar empregos e renda na região”, explicou Peixoto.

 

Governo do Rio

0 comentários