Linha 4 do Metrô lança campanha de doação de livros

Exemplares irão integrar o acervo das bibliotecas dos canteiros de obras
 

doacao-de-livros-metro-rioPara ampliar o acesso à leitura dos cerca de 3 mil trabalhadores das obras da Linha 4 do Metrô, entre Ipanema e Gávea, o Consórcio Linha 4 Sul lançou a campanha Doe Livro, Doe Cultura. Funcionários do empreendimento e a comunidade do entorno poderão doar exemplares nas centrais de atendimento instaladas nas proximidades de cada frente de serviço de Ipanema e do Leblon. A iniciativa faz parte do projeto Rubem Fonseca, que desde maio, disponibiliza livros sobre os mais variados temas nos canteiros de Ipanema, Leblon, Copacabana e Leopoldina.

 

 

Com a boa aceitação e a grande procura por novos títulos, o projeto evoluiu para a construção de bibliotecas em cada um dos sete canteiros de obras da Linha 4: Leopoldina; Gastão Bahiana; Nossa Senhora da Paz; Jardim de Alah; Antero de Quental; 23º BPM – Leblon; e Canteiro Central – Jardim de Alah. A primeira delas foi a Biblioteca Rubem Fonseca, inaugurada no dia 1º de outubro pelo próprio escritor, no canteiro da Praça Antero de Quental.

 

 

“O objetivo é conseguir o maior número possível de livros e estimular a leitura não só entre os colaboradores, mas também suas famílias. A leitura é capaz de mudar a forma de pensar e criar novos horizontes”, afirmou Maria Beatriz da Costa, idealizadora do projeto e responsável pela implementação das bibliotecas nos canteiros.

 

 

Os exemplares irão integrar o acervo das bibliotecas dos canteiros de obras da Linha 4 do Metrô até a inauguração da nova linha, em 2016. Depois de encerradas as atividades nos locais das intervenções, todos os livros serão doados ao Espaço de Leitura Rubem Fonseca, que será construído pelo Consórcio Linha 4 Sul na Cruzada São Sebastião, no Leblon.

 

 

As editoras Casa da Palavra, Nova Fronteira e Sextante aderiram à campanha doando aproximadamente 200 títulos. Além disso, colaboradores também trouxeram de casa exemplares usados. As empresas consorciadas – Odebrecht Infraestrutura, Queiroz Galvão e Carioca Engenharia – também ajudarão a aumentar o acervo, que, no momento, conta com cerca 550 livros distribuídos pelas sete frentes de obra.

 

 

Para estimular o comércio do entorno das obras e iniciar o projeto, o consórcio comprou 135 livros para o projeto Rubem Fonseca e outros 320 para presentear funcionários da obra.

 

 

Mais informações sobre a campanha podem ser obtidas por meio do telefone 0800 021 0620.

 

 

Centrais de Atendimento que receberão doações:

Jardim de Alah – Av. Epitácio Pessoa, s/n° – esquina com a Rua Visconde de Pirajá.
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 8h às 18h, e sábado, das 9h às 16h.

Ipanema/Nossa Senhora da Paz – Praça Nossa Senhora da Paz, s/n° – ao lado da Rua Visconde de Pirajá.
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 8h às 18h, e sábado, das 9h às 16h.

Leblon/Antero de Quental – Praça Antero de Quental, s/n° – ao lado da Rua Bartolomeu Mitre.
Horário de funcionamento: Segunda a sexta, das 8h às 18h, e sábado, das 9h às 16h

 

Governo do Rio

0 comentários