Programa Mais Leitura inaugura ponto fixo de venda em Niterói

Shopping abriga 4ª unidade do programa de democratização do acesso a livros do Estado
 

Programa-Mais-LeituraO programa Mais Leitura, do Governo do Estado, inaugurou, na segunda-feira (30/9), um ponto fixo de venda de livros no Shopping Bay Market, no Centro de Niterói. Quarto local fixo de comercialização de livros a preços populares (entre R$ 2 e R$ 4), o shopping fez um esquema de parceria com o Governo, e não cobra pelo aluguel do espaço.

 

 

“Este ponto é central, por estar ao lado das Barcas e da rodoviária de Niterói. Nós buscamos levar a leitura a populações que não têm acesso e que têm até medo de entrar numa livraria. Estamos muito satisfeitos com os resultados”, disse o presidente da Imprensa Oficial, Haroldo Zager, ressaltando que a iniciativa partiu do governador Sérgio Cabral.

 

 

Em meio à multidão que se espremia no novo ponto de vendas, a pensionista Ana de Fátima, de 54 anos, e a cuidadora de idosos Rosemery Pinho, de 45, procuravam por títulos para levar para casa. Alunas do turno da noite da Escola Municipal Alberto Torres, elas tiveram direito a levar um exemplar, cada uma, de graça.

 

“Nossos professores nos avisaram do programa. Achei muito bom, tudo aqui tem um preço maravilhoso. Assim, posso levar vários para casa, inclusive para as minhas filhas, que fazem faculdade e gostam muito de ler”, contou Ana.

 

Por sua vez, a funcionária pública Fátima Costa, de 52 anos, soube do novo ponto fixo por meio de um jornal de bairro e adorou.

 

“A iniciativa é maravilhosa, não só pelos preços populares, mas pela qualidade dos livros. As pessoas que gostam de ler vão acabar frequentando sempre, fazendo amizades e conversando sobre livros. Pretendo passar sempre aqui, imagino que o estoque vá estar sempre sendo renovado”, disse ela.

 

Um dos responsáveis por fazer a seleção e negociação dos livros do Mais Leitura com cerca de 20 editoras para a Imprensa Oficial, o editor Igdal Parnes compareceu ao evento de inauguração e comentou o desafio de unir qualidade, preço e tipos de livros adequados.

 

“Somos garimpeiros de títulos. O grande barato é que sempre vale a pena, porque os livros mudam a vida das pessoas. Ninguém passa incólume por uma leitura, e por isso me sinto realizado por poder ajudar a dar novas perspectivas a tantos brasileiros. Este programa é um dos melhores do gênero, no país”,  afirmou Parnes, diretor associado da Acesso Distribuidora.

 

Desde que foi lançado, em 2001, o projeto de democratização do acesso à leitura já vendeu mais de 1 milhão de livros a cerca de 300 mil pessoas. Só na Bienal do Livro do Rio de Janeiro, foram comercializadas 42 mil unidades. Nesta terça-feira (1/10), o carretão do Mais Leitura fará uma parada na UPP da Rocinha, onde ficará por uma semana.

 

Os títulos podem ser encontrados em grandes livrarias e variam de romances a livros didáticos. O Mais Leitura também tem pontos fixos nas unidades do Poupa Tempo do São Gonçalo Shopping, do Bangu Shopping e do Shopping Grande Rio.

 

Governo do Rio

0 comentários