Projeto Mais Leitura chega ao Morro do Adeus com exemplares a R$ 2

Programa de incentivo à cultura da Imprensa Oficial já vendeu mais de 1 milhão de títulos
 

helicoptero-mais-leituraO projeto Mais Leitura inaugurou, nesta terça-feira (8/10), seu estande no quiosque do Rio Poupa tempo do Morro do Adeus, no Complexo do Alemão. Situado ao lado da sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) local, onde permanecerá por uma semana, o quiosque reúne títulos variados a um custo de R$ 2 e R$ 3.

 

 

Esta é a terceira UPP que recebe o programa de incentivo à cultura da Imprensa Oficial. Na última, em Manguinhos, foram comercializados 3,2 mil exemplares, número considerado um sucesso pela organização do projeto. No total, o Mais Leitura já vendeu mais de 1 milhão de livros, de 40 editoras, e hoje está em funcionamento em quatro pontos fixos.

 

 

Presidente da Imprensa Oficial, Haroldo Zagger informou que o programa leva cerca de 5 mil livros por dia à população fluminense, por meio dos pontos fixos ou da carreta customizada que percorre várias regiões do Estado do Rio.

 

 

“Uma manicure de São João de Meriti nos contou que adora ler, mas que sempre lia o mesmo livro para o filho, toda noite, por falta de dinheiro para comprar outros títulos. Depois que levamos o Mais Leitura perto desta família, ela compra exemplares infantis com frequência”, disse Zagger.

 

 

Também presente à inauguração, o comandante das UPPs, coronel Frederico Caldas, ressaltou a importância do programa, afirmando que a segurança proporcionada pelas unidades de polícia está propiciando que o programa de incentivo à leitura chegue às comunidades. Segundo Caldas, a unidade é a porta de entrada da cidadania, que é levada às comunidades por meio de projetos como este.

 

 

“Através das UPPs, a polícia está sendo uma ponte de integração entre as comunidades e a cultura. O Mais Leitura representa levar a leitura a moradores das áreas pacificadas, a um custo mínimo. E são títulos de qualidade, que incluem best sellers. O livro é a grande janela para o mundo e pode representar uma melhoria na vida de milhares de pessoas”, afirmou o comandante.

 

Governo do Rio

0 comentários