Corpo de Bombeiros lança pedra fundamental da nova Academia de Formação, em Petrópolis

Espaço vai ampliar a capacidade de treinamento e aumentar para 240 o número de cadetes
 

bombeiro-petropolisOs futuros bombeiros fluminenses ganharão, a partir de 2015, um moderno centro de treinamento em Petrópolis. Neste domingo (10/11), o Comando-Geral da corporação lançou a pedra fundamental para a construção da nova Academia Bombeiro Militar Dom Pedro II (ABMDPII). As novas instalações vão ampliar de 160 para 240 o número de cadetes formados.

A área com mais de 20 mil metros quadrados, onde funcionou o antigo Centro de Formação dos Correios no bairro Fazenda Inglesa, foi comprada pelo Governo do Estado por cerca de R$ 4,5 milhões. O projeto prevê a construção de salas de aula, auditório, um ginásio poliesportivo, piscina aquecida em área coberta, uma torre de exercícios e estruturas de treinamento para salvamentos e combate a incêndios.

“Depois de 58 anos de academia, conseguimos realizar o sonho de ocupar um espaço adequado. Vamos criar uma estrutura a altura das necessidades de formação dos cadetes”, afirmou o secretário de Defesa Civil e comandante-geral do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões.

De acordo com o secretário, as novas instalações vão permitir que a corporação aumente, gradativamente, o número de cadetes formados. Além disso, a atual escola, em Guadalupe, servirá para ampliar o Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças.

– Hoje o corpo de cadetes tem 160 alunos. Depois que nos instalarmos, em 2015, teremos a possibilidade de aumentar gradativamente as vagas para a academia até chegar a 240. E a área da escola em Guadalupe vai servir para darmos melhor condições de capacitação e acomodação de praças – adiantou o comandante-geral.

O comandante da ABMDPII, tenente-coronel Sílvio Novais, afirmou que os cadetes ficaram extremamente motivados com os anúncios. Ele destacou que a nova academia não necessitará de nenhuma adaptação, pois atende todos os requisitos técnicos de uma escola de ponta.

– Escrevi uma carta de cadete para o coronel Falcão. Ao abrir, espero ter cumprido todas as aspirações, ter sido instrutor da escola e ser um coronel honrado – sonha o jovem bombeiro.

0 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.