Governo do Rio lança plano para proteger população de desastres naturais

Estado apresentou as ações e obras governamentais de reconstrução em cidades atingidas pelas chuvas
 

Apartamentos-do-Condominio-Terra-NovaO Governo do Estado lançou, nesta quinta-feira (28/11), o Plano Estadual de Proteção e Defesa Civil, em cerimônia no Palácio Guanabara. Desenvolvido pelo Sistema Estadual de Defesa Civil – grupo formado por órgãos e entidades da administração pública estadual e municipal, entidades privadas e pela comunidade – o plano tem como objetivo planejar, coordenar e promover ações que reduzam os riscos de desastres. O documento consiste em um conjunto de procedimentos e ações para atender emergências e definir recursos humanos, suas respectivas competências, recursos materiais e equipamentos complementares para prevenção, controle e enfrentamento de possíveis acidentes.

 

 

Na cerimônia de lançamento, o governador Sérgio Cabral destacou a união entre todas as esferas de poder, além da comunidade e da iniciativa privada, para impedir que desastres, como o que aconteceu em 2011 na Região Serrana, se repitam.

 

 

“Precisamos de resposta e ação de várias secretarias municipais, estaduais e federais”, disse Cabral.

 

 

Entre as ações propostas pelo plano de proteção estão a preparação das comunidades, a pronta resposta nas ações de socorro, a assistência humanitária das populações afetadas e a reabilitação inicial dos cenários afetados pelos desastres. De acordo com o secretário de Defesa Civil e comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Sérgio Simões, o plano servirá de base para a elaboração de documentos complementares relacionados ao monitoramento, alerta que visa reduzir danos e prejuízos decorrentes de desastres.

 

Segundo Simões, é a primeira vez que a Defesa Civil, que completa 30 anos nesta sexta-feira (29/11), recebe R$ 50 milhões para fazer com que o sistema de alertas funcione no estado. Atualmente, 54 comunidades contam com o sistema de alerta. Outros 12 municípios devem receber o aparato até janeiro e, 15 cidades serão beneficiadas durante 2014.

 

 

“Precisamos ir, todos juntos, para as comunidades que sofrem com as encostas para entendermos os problemas”, afirmou o secretário.

 

 

O secretário municipal de Defesa Civil da cidade de Friburgo, coronel João Paulo Mori, afirmou que a ajuda do Governo do Estado foi essencial para a revitalização do município, que sofreu com as fortes chuvas de 2011.

 

 

“O plano vai ser muito importante para evitar que pessoas morram em acontecimentos como os de 2011”,  afirmou o coronel.

 

 

Obras de reconstrução

O vice-governador e coordenador de Infraestrutura, Luiz Fernando Pezão, apresentou os investimentos realizados para recuperar áreas que foram destruídas com enchentes e desabamentos. De acordo com Pezão, foram investidos R$ 153,8 milhões em Angra dos Reis, R$ 105 milhões em Niterói, R$ 83 milhões em São Gonçalo e 2,6 bilhões na Região Serrana.

 

 

“Temos que tirar as pessoas das áreas de risco e oferecer moradia segura. Este é o grande chamamento que estamos fazendo com este plano”, explicou Pezão.

 

Governo do Rio

0 comentários