Sete escolas da Faetec ficam entre as dez melhores da rede estadual

Duas escolas técnicas subiram no ranking no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2012
 

Estudante-FaetecSete unidades da Faetec (Fundação de Apoio à Escola Técnica), vinculada à Secretaria de Ciência e Tecnologia, ficaram entre as dez melhores de toda a rede estadual no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) de 2012. Pelo segundo ano consecutivo, as Escolas Técnicas Estaduais (ETE) João Luiz do Nascimento, em Nova Iguaçu, e Ferreira Viana, no Maracanã, mantiveram as posições de destaque, garantindo a segunda e a terceira colocações, respectivamente.

 

 

“Mais uma vez as escolas da Faetec garantiram bons resultados no Enem. Isso mostra que os alunos e professores estão comprometidos e empenhados”, explicou o presidente da fundação, Celso Pansera.

 

 

Atrás apenas do Colégio Estadual José Leite Lopes (Nave), o diretor da ETE de Nova Iguaçu, Pedro William, considera que seus alunos ficaram em primeiro lugar no ranking. Exaltando a excelência do corpo docente, ele destaca que os jovens absorvem mais o conteúdo em sala de aula porque precisam destinar tempo ao estágio e laboratórios.

 

 

“Eles são os primeiros para mim. Os alunos têm grade curricular com mais disciplinas no ensino técnico e, como faz estágio e cumpre horário em laboratório, não tem tanto tempo para estudar fora da sala de aula. Aí vemos a excelência do ensino. Sem falar que nossa nota de redação foi a maior”, afirmou Pedro William.

 

 

Diretora da Escola Ferreira Viana, Andrea Albino conta que é constante a preocupação em fornecer um ensino de qualidade que reflita no resultado do Enem. Durante seis meses que antecedem o exame nacional, os estudantes participam de oficinas de física e matemática com questões direcionadas ao conteúdo da prova.

 

 

“Além das demais disciplinas terem turmas de revisão e apoio, montamos grupos com aulas extras de física e matemática para trabalhar apenas questões que caem no Enem. Temos professores com mestrado e doutorado, que têm autonomia e podem fazer um trabalho diferenciado”, disse Andrea.

 

 

Enquanto as duas unidades mantiveram suas posições, a ETE Henrique Lage, em Niterói, conseguiu subir dois níveis no ranking em relação ao ano anterior, ocupando agora o 4° lugar. Antes fora das “10 mais”, a Escola Visconde de Mauá, em Marechal Hermes, entrou na lista e garantiu a 6ª posição. A ETE República, em Quintino, conquistou a 7ª colocação e a unidade Juscelino Kubitschek, no Jardim América, ficou com a 8ª, avançando duas posições.

 

Governo do Rio

0 comentários