Corpo de Bombeiros inicia Operação Verão nas praias do Rio

Até março, 1.140 guarda-vidas atuarão na orla de todo o estado
 

O verão já começou e, junto com ele, a Operação Verão 2014, uma iniciativa do Corpo de Bombeiros para promover maior segurança dos banhistas na orla de todo o estado, incluindo salvamento de pessoas afogadas e recuperação de crianças perdidas. Houve reforço nos equipamentos de salvamento utilizado pelos bombeiros: os grupamentos marítimos (GMar) serão equipados com 39 novas motos aquáticas, do tipo Jet Ski; com 12 novos quadriciclos e 18 novos botes aquáticos. Além disso, haverá um acréscimo de 50% no efetivo de guarda-vidas, com mais 1.140 militares qualificados que atuarão nas praias até março. Para realizar esse trabalho, os oficiais receberão uma gratificação de R$ 1 mil mensais durante o período.

 

operacao-verao
 

A Operação Verão também conta com a ajuda de cerca de 250 voluntários da Cruz Vermelha Brasileira (CVB), que se dividirão entre socorristas, que auxiliarão os bombeiros nos primeiros-socorros realizados na areia, psicólogos, que conversarão com as crianças que estiverem perdidas.

 

– Também identificaremos com uma pulseira as crianças que chegarem à praia com suas famílias – afirma Douglas Souza, coordenador da equipe de socorro e desastre da CVB que irá atuar na praia de Copacabana.

 

De acordo com tenente-coronel Marcelo Pinheiro, comandante do 3º Grupamento Marítimo, em Copacabana, só em 2013 foram realizadas mais de 31 mil ocorrências, a maioria delas de salvamento de afogamentos e uma minoria de crianças perdidas, entre outras, como atendimentos pré-hospitalares. Pinheiro afirma que muitos desses acontecimentos podem ser evitados pelas pessoas, tomando-se simples precauções.

 

– Fica mais fácil não se envolver em um acidente e aproveitar melhor o lazer na praia – o comandante do GMar.

 

Conheço as precauções para ir à praia com segurança:

 

Ao chegar à praia, procure localizar as placas e bandeiras de segurança. Elas indicam as áreas de maior risco, indicando as direções de correntezas e condições do mar;

 

Em caso de dúvida, consulte o guarda-vidas; ele é preparado para orientar os banhistas sobre quais os melhores e mais seguros locais para ficar;

 

Evite ingerir bebidas alcoólicas antes e depois mergulhar, esse é um dos grandes fatores que causam o afogamento;

 

E, se estiver no mar, com quaisquer dificuldades para sair, não deixe de acenar e pedir socorro. Muitas pessoas, por vergonha de pedir ajuda, acabam agravando o caso e se afogando sem necessidade;

 

Se estiver com crianças, a atenção deve ser redobrada.

 

Governo do Rio

0 comentários