Crianças do Alemão mostram que sabem tudo sobre direção segura

O programa "A Caminho da Escola" também tem o objetivo revelar a percepção das crianças e fazê-las ter consciência dos riscos que muitas vezes correm do caminho de casa até a escola, e vice-versa
 

 

As crianças da Escola Municipal Affonso Várzea, em Nova Brasília, Complexo do Alemão, a partir de agora podem falar que sabem circular pela comunidade respeitando o trânsito e com consciência sobre seus direitos como pedestres. O resultado das atividades realizadas ao longo deste ano no projeto “A Caminho da Escola”, criado pelo Centro de Comunicação e Educação para o Trânsito (CCE) da CET-Rio, resultou numa exposição que foi aberta nesta terça-feira. O projeto foi levado para o colégio pela equipe da UPP Social, programa coordenado pelo Instituto Pereira Passos (IPP) em parceria com o ONU-Habitat, e teve parceria do Centro de Criação de Imagem Popular – CECIP. A mostra fotográfica reúne imagens de aulas e workshops que as crianças participaram durante o projeto.

 

 

 

O trabalho de educação e conscientização começou a ser desenvolvido no colégio, em março, com os alunos de 6 anos de idade, do primeiro ano do ensino fundamental. Entre as tarefas executadas, a que mais se destacou foi uma visita à fábrica de placas da CET-Rio, onde os estudantes puderam confeccionar um painel de sinalização, que no Dia Nacional de Prevenção à Acidentes de Trânsito foi fixado na Avenida Itaoca, onde fica a escola.

 

 

 

A equipe da UPP Social colaborou no projeto fazendo um levantamento, não estatístico, mas qualitativo, que identificou o que os alunos consideravam perigoso no trânsito próximo da escola.

 

 

 

– As crianças apontaram que não havia sinal, nem quebra-molas, falaram da velocidade das motos e também da presença de carros sobre as calçadas. Nós conversamos com alguns pais e eles também identificaram os mesmos problemas – disse a gestora da UPP Social na região, Rosane Fratane de Oliveira. Ainda de acordo com ela, depois destas constatações e de conversas com a CET-Rio, já ficou definida a colocação de um sinal e a realização de estudos de viabilidade para a instalação de quebra-molas, nas imediações do colégio.

 

 

 

Formando cidadãos

A ação também colabora para o sentimento de pertencimento do espaço público. Foi o que destacou o diretor do CCE da CET-Rio, Mauro Cezar Ferreira.

 

– Além de ensinar as crianças sobre as leis de trânsito, o nosso trabalho também busca reforçar a identidade para que elas também cuidem das vias, transformando, assim, o espaço em um lugar mais humano – disse ele.

 

 

O programa “A Caminho da Escola” também tem o objetivo de revelar a percepção das crianças e fazê-las ter consciência dos riscos que muitas vezes correm do caminho de casa até a escola, e vice-versa. De acordo com a coordenadora do projeto “Criança Pequena em Foco”, organizado pelo CECIP, Moana Nan de Beuque, as crianças conhecem bem o local onde moram e por isso, os problemas de trânsito que foram levantados partiu delas, o que culminou também na necessidade da placa que foi fixada na Avenida Itaoca.

 

 

A parceria da UPP Social com o CECIP no projeto “Criança Pequena em Foco” vem funcionando desde 2012 e tem por objetivo gerar e divulgar informações que mostrem o ponto de vista das crianças sobre a comunidade onde moram, para que elas possam servir como norte para planejadores das políticas públicas naquelas áreas. Além do Complexo do Alemão, o Chapéu-Mangueira/Babilônia e o Santa Marta também já receberam atividades. A UPP Social facilitou a entrada do projeto nas comunidades através do mapeamento das instituições e das iniciativas que trabalham com crianças em cada uma das localidades.

0 comentários