Estátuas de Drummond e de Zózimo são alvos de vandalismo

As equipes da Gerência de Monumentos e Chafarizes programaram serviços de limpeza das duas peças para esta tarde
 

A Secretaria de Conservação e Serviços Públicos informa que as estátuas em bronze de Carlos Drummond de Andrade, no Posto 6, em Copacabana, e de Zózimo Barroso do Amaral, no Posto 12, no Leblon, foram alvos de vandalismo na madrugada desta quarta-feira (25/12). As equipes da Gerência de Monumentos e Chafarizes programaram serviços de limpeza das duas peças para esta tarde. Será feita também uma vistoria em outros monumentos desses bairros da Zona Sul. Os casos serão registrados na 13ª DP, em Copacabana.

 

Uma câmera do Centro de Operações Rio flagrou um casal de pichadores, às 1h20, em ação na estátua de Drummond. O ato durou cerca de três minutos. Essa é a segunda vez que a estátua de Drummond é pichada. A primeira vez aconteceu em 2002, meses depois em que o monumento foi inaugurado. Os óculos do poeta já foram alvo de vandalismo em oito oportunidades, a última dela em 12 de maio de 2012. A estátua de Drummond é de autoria do artista plástico Leo Santana e foi instalada em 2002 para a comemoração do centenário do poeta.

 

Em relação à estátua de Zózimo Barroso do Amaral, a última vez que o monumento foi alvo de vandalismo foi em 2009. A peça foi inaugurada em 2001 e é de autoria do escultor Roberto Sá.

 

Prefeitura do Rio

0 comentários