Lafarge anuncia investimentos em fábricas e laboratório no Rio

Primeiro centro de pesquisa da empresa de construção civil nas Américas será instalado no estado
 

Lafarge-Unidade-CantagaloO governador Sérgio Cabral recebeu nesta terça-feira (10/11), no Palácio Guanabara, executivos da multinacional francesa Lafarge, que apresentaram seu plano de investimentos no Estado do Rio. Entre os principais projetos da empresa de construção civil está a instalação de um laboratório de pesquisa no bairro do Rio Comprido, Zona Norte da cidade, previsto para ser inaugurado no primeiro trimestre de 2014.

 

 

Fruto de um investimento de R$ 4 milhões, o Laboratório de Desenvolvimento de Materiais de Construção da Lafarge será o primeiro nas Américas e o quinto no mundo. A unidade ocupará um terreno de 1,2 mil metros quadrados e contará com cerca de 20 profissionais, entre engenheiros, arquitetos e técnicos. O laboratório desenvolverá produtos e soluções para o setor de construção civil e foi desenhado para se tornar referência para os meios acadêmico e científico.

 

 

Segundo o governador, a instalação da unidade no Rio Comprido é uma conquista muito importante para o estado, que, segundo o Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação, recebeu 15 dos 19 centros de pesquisa que vieram se instalar no país recentemente. Cabral ressaltou ainda que a pacificação das comunidades do Rio Comprido e adjacências foi um fator-chave para a chegada da empresa no local.

 

 

“O Rio de Janeiro tem conquistado, nos últimos anos, os principais centros de pesquisa que o Brasil tem recebido. Este é um centro de alto nível, que vai colaborar na elaboração de materiais da construção civil, visando à sustentabilidade e à combinação do meio ambiente com moradia de qualidade. Só mesmo a pacificação permitiu que o Rio Comprido recebesse um centro de pesquisa como este. O bairro e a região viviam um momento de depressão absoluta e agora, com a pacificação, estão renascendo. Mais uma prova é a vinda da Lafarge”, disse o governador.

 

 

Nova fábrica de cimento em Santa Cruz

A grande indústria cimenteira também mostrou seu plano de inaugurar uma nova fábrica de cimento em Santa Cruz, na Zona Oeste, e de aumentar a produção da unidade de cimento de Cantagalo, na Região Serrana, em 10%, para produzir o cimento Classe G, de alta resistência, para uso em poços de petróleo. Assim, esta unidade atingirá a produção de aproximadamente 1,1 milhão de toneladas por ano.

 

Com previsão de entrar em funcionamento em janeiro de 2014, a fábrica de Santa Cruz custará R$ 70 milhões e terá capacidade de produção de 750 mil toneladas por ano de cimento, com alta adição de escória. A unidade ocupará uma área de 57 mil metros quadrados e deve gerar em torno de 150 empregos diretos e indiretos.

 

 

De acordo com o presidente da Lafarge Brasil, Alexis Langlois, a empresa optou por instalar o laboratório no Rio, entre outros fatores, porque a sede nacional está localizada no estado.

 

 

“Compartilhamos com o governador a decisão do grupo Lafarge de ter escolhido o Estado do Rio de Janeiro e a cidade para a localização do centro de pesquisa de sistemas construtivos aqui no Brasil. É um investimento de know-how e de conhecimento, para apoiar a inovação em construção e que vai realmente ajudar o grupo Lafarge a realizar a nossa visão, que é a de construir cidades melhores”,  explicou Langlois.

 

Governo do Rio

0 comentários