Operação SOS Saúde realiza capacitação em batalhão do Exército

Objetivo é ampliar o conhecimento da equipe em casos de desastres naturais
 

Capacitacao-Batalhao-do-exercitoCerca de 30 supervisores da Operação SOS Saúde participaram, nesta quarta-feira (18/12), de uma capacitação no 32° Batalhão de Infantaria Motorizada D. Pedro II, localizado na cidade de Petrópolis, na Região Serrana. A qualificação tem como objetivo ampliar o conhecimento da equipe, coordenada pela Secretaria de Governo, que tem atuado em parceria com diversas instituições, inclusive com o Exército, em tragédias como a que ocorreu na Região Serrana em 2011.

 

 

De acordo com a coordenadora da Operação SOS Saúde, Eliana Guerra, a capacitação permitirá com que parte dos supervisores da ação possam compreender melhor as técnicas utilizadas pelo Exército para tornar mais eficaz o trabalho feito em conjunto em casos de desastres naturais e situações de emergência. Outros 30 supervisores participarão do mesmo treinamento no ano que vem.

 

 

“Trabalhamos basicamente com mediação de conflito nas unidades de Saúde do Rio de Janeiro, e temos sido solicitados para auxiliar no trabalho de socorro às vítimas das chuvas, conversando com a população, monitorando os abrigos e ajudando no que é preciso. Esta capacitação realizada com o apoio do Exército vai agregar valor. Quanto mais informações tivermos, melhor será nossa atuação”, explicou Eliana.

 

 

Presente durante as atividades no batalhão, o chefe da Célula de Assuntos Civis do Centro de Operações do Comando Militar do Leste, coronel Márcio Aquino, ressaltou que o intercâmbio com a equipe do Governo do Estado é fundamental para atender à população em situações críticas.

 

 

“Buscamos com esta instrução estreitar laços coma equipe SOS Saúde, mostrando a nossa forma de trabalhar, bem como entendendo o trabalho dos nossos companheiros para atuarmos juntamente em favor da comunidade”, disse o coronel.

 

 

Na parte da manhã, os agentes da Secretara de Governo assistiram à palestra explicativa sobre a atuação do Exército em situações de desastres naturais. Em seguida, eles conheceram a estrutura que é montada em localidades destruídas pela força das chuvas, também chamada de batalhão desdobrado em apoio a situações de desastre. Nestes acampamentos montados há no mínimo quatro setores: Centro de Operações e Monitoramento, Reserva de Material, Suprimentos e Pronto Socorro. Cada barraca, em uma situação de emergência, é erguida, em média, em até 10 minutos.

 

 

Técnicas de montanhismo usadas em ambiente urbano também foram apresentadas aos visitantes ao longo do dia. Houve demonstração de rapel, usado no salvamento de vítimas encontradas em locais de difícil acesso. Uma simulação de resgate de pessoa com ferimento também foi realizada com o uso da técnica da ‘tirolesa’, cabo de aço, ancorado entre dois pontos, no qual o usuário se desloca através de roldanas. Os supervisores também conheceram a logística realizada nos postos avançados de triagem de vítimas e nas unidades de coleta, controle e distribuição de donativos, usualmente montados pelo Exército.

 

 

Para a supervisora Claudia Santos, que participou do socorro às vítimas da Região Serrana em 2011, o conhecimento adquirido será de grande valia.

 

 

“Estamos passando sempre por capacitações e isso é muito bom. Com a visão do Exército, vamos ter mais conhecimento para ajudar o próximo”, afirmou Claudia.

 

 

Pâmela Santos concordou com a colega de trabalho.

“Estamos aqui reforçando nosso conhecimento para podermos atuar cada vez melhor”, disse a agente.

 

 

Desde 2009, a Secretaria de Governo desenvolve a Operação SOS Saúde, cujo objetivo principal é monitorar e adequar o funcionamento da rede estadual de Saúde. No total, aproximadamente 60 supervisores atuam nas unidades de saúde do Rio.

 

Governo do Rio

0 comentários