Ponte no Jardim de Alah será fechada para pedestres a partir de 2 de janeiro

Remoção vai permitir a expansão dos serviços necessários para construção da Estação Jardim de Alah
 

Com o avanço das obras da Estação Jardim de Alah da Linha 4 do Metrô, a ponte que liga as avenidas Visconde de Pirajá e Ataulfo de Paiva, entre Ipanema e Leblon, será fechada para pedestres a partir de quinta-feira (02/01/14). A via já está bloqueada para o trânsito de veículos desde maio de 2013.

 

A ponte precisará ser removida para permitir a expansão dos serviços necessários para construção da Estação Jardim de Alah. Como alternativa, o Consórcio Linha 4 Sul, responsável pelas obras entre Ipanema e Gávea da Linha 4 do Metrô, construiu, em outubro de 2013, uma nova passarela de pedestres no Jardim de Alah, na altura da Avenida General San Martín. É possível também utilizar a ponte sobre o canal do Jardim de Alah, na altura da Rua Redentor, onde foi alargada a passagem de pedestres atual.

 

Sinalização será reforçada na região para orientar a população

 

A ponte entre as avenidas Visconde de Pirajá e a Ataulfo de Paiva será reconstruída pelo Consórcio Linha 4 Sul quando a Avenida Ataulfo de Paiva for totalmente liberada pelas obras.

 

Mais de 300 mil pessoas vão usar a Linha 4 do Metrô todos os dias

 

A Linha 4 do Metrô do Rio de Janeiro vai transportar, a partir de 2016, mais de 300 mil pessoas por dia e retirar das ruas cerca de 2 mil veículos por hora/pico. Com a nova linha, o passageiro poderá utilizar todo o sistema metroviário da cidade com uma única tarifa.

 

Serão seis estações (Jardim Oceânico, São Conrado, Gávea, Antero de Quental, Jardim de Alah e Nossa Senhora da Paz) e aproximadamente 16 quilômetros de extensão. A Linha 4 do Metrô entra em operação no primeiro semestre de 2016, após passar por uma fase de testes.

 

Governo do Rio

0 comentários