Prefeitura inaugura ponte estaiada na Barra da Tijuca

Com aproximadamente 900 metros de extensão e erguida sobre a ligação das lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca, a ponte representa importante estrutura do traçado do BRT ranscarioca, que será totalmente entregue no primeiro semestre de 2014
 

Na terça-feira (24/12), véspera de Natal, a Prefeitura do Rio inaugurou a ponte estaiada da Barra da Tijuca, batizada Ponte Cardeal Dom Eugênio de Araújo Sales. Com aproximadamente 900 metros de extensão e erguida sobre a ligação das lagoas de Jacarepaguá e da Tijuca, em trecho da Avenida Ayrton Senna próximo à Avenida Abelardo Bueno, a ponte representa importante estrutura do traçado do BRT ranscarioca, que será totalmente entregue no primeiro semestre de 2014. 

 

Prefeitura inaugura ponte estaiada na Barra da Tijuca

 

Junto com os filhos Bernardo e Isabela, o prefeito Eduardo Paes falou sobre a importância da ponte para integração da cidade:

 

– Isso é muito mais do que apenas uma ponte, uma vez que faz com que o Rio seja uma cidade mais integrada. O principal problema das pessoas que moram mais longe é justamente a questão da mobilidade, da integração entre bairros – explicou o prefeito, que ainda destacou o trabalho de Dom Eugênio Sales pelo município: 

 

– Homenagear Dom Eugênio, que tanto ajudou a nossa cidade avançar e buscou a integração de todos, em uma data tão especial, é um motivo de alegria. Posso dizer que a ponte estaiada é fruto de nossa vontade, da prefeitura e de Dom Eugênio, de unir essa cidade e ajudar aqueles mais precisam.

 

O arcebispo do Rio de Janeiro, que abençoou a via,  também exaltou a missão de Dom Eugênio:

 

– Durante mais de 30 anos, Dom Eugênio serviu essa cidade e a projetou para o mundo inteiro. E assim, como o trabalho dele, essa ponte une dois lados da cidade, une as pessoas. Sem falar que será fundamental em dois aspectos: desafogar o trânsito da região e dar passagem ao BRT, que veio para transportar o povo – falou Dom Orani Tempesta, que eu sua mensagem de Natal pediu para que os cariocas se aproximem mais de Deus e “acolham uns aos outros”. A ponte na noite natalina ganhou iluminação especial nas cores verde e vermelho.

 

A ponte estaiada teve custo aproximado de 120 milhões, dentro do orçamento do corredor expresso Transcarioca, que totaliza R$ 1,7 bilhão, sendo cerca de R$ 1,1 bilhão recurso do Governo Federal.

 

O secretário municipal de Obras, Alexandre Pinto, deu detalhes sobre a construção da ponte:

 

– Posso dizer que essa é uma das obras de arte da Transcarioca. Cada um de seus mastros mede 48 metros de altura, além de possuir 56 cabos que sustentam o vão central. Ela nada mais é do que uma via que permite que se tenha um vão maior, com menos pilares. Isso significa maior fluidez e melhora na dinâmica das águas que passam sob a ponte, causando menos impacto sob o ponto de vista ambiental. Trata-se de uma ponte das maiores do Brasil.

 

A ponte estaiada foi construída em pouco mais de dois anos e conta com com quatro faixas de trânsito, sendo duas para o trânsito normal e duas exclusivas para o BRT Transcarioca no futuro, todas no sentido Linha Amarela para Avenida das Américas. Com isso, elimina-se o cruzamento entre as avenidas Ayrton Senna e Abelardo Bueno, eliminando o sinal no local. Além disso, o trecho inaugurado possui sinalização vertical e horizontal. Para orientação dos motoristas, foram instalados três painéis de mensagens variáveis. Além disso, 15 operadores da CET-Rio estarão a postos para orientá-los.

 

Debaixo dela, a Secretaria Municipal de Obras (SMO) está construindo uma alça de aproximadamente 700 metros, que vai permitir que os motoristas que trafegam no sentido Linha Amarela-Barra cheguem aos fundos do Shopping Via Parque e no condomínio Península sem necessidade de retornarem em frente ao Hospital Barra D´Or. A obra vai resolver um dos grandes gargalos do trânsito na região. Além da nova alça, a construção de três passarelas metálicas para pedestres ao longo da Ayrton Senna – em frente ao Hospital Municipal Lourenço Jorge, já concluída, ao Makro e ao shopping Via Parque – vai permitir que a via fique sem sinais para operação da Transcarioca.

 

O retorno em frente ao Hospital Lourenço Jorge já foi substituído por dois mergulhões construídos ao longo das obras de implantação do corredor expresso.

 

BRT Transcarioca:

 

A Transcarioca está com 85% de suas obras concluídas e entrará em operação no primeiro semestre de 2014, ligando a Barra da Tijuca ao Aeroporto Internacional, na Ilha do Governador, numa faixa segregada de 39 km. O BRT passará ainda pelos bairros de Curicica, Taquara, Tanque, Praça Seca, Campinho, Madureira, Vaz Lobo, Vicente de Carvalho, Vila da Penha, Penha, Olaria e Ramos.

 

O sistema vai reduzir em mais de 60% o tempo gasto no trajeto entre a Barra e a Ilha do Governador, permitindo também a integração aos outros modais (trem, metrô e ciclovias) ao longo da via. Estima-se que 320 mil pessoas passem a usar o BRT Transcarioca diariamente.

 

As obras acontecem em duas frentes: da Barra à Penha (etapa 1) e da Penha ao Galeão (etapa 2). Além disso, a SMO já inaugurou importantes estruturas do traçado: o mergulhão Clara Nunes, no Campinho; a ampliação do viaduto de Madureira (Negrão de Lima), ampliação do viaduto João XXIII, na Penha, o mergulhão Billy Blanco, na Barra (próximo à Cidade das Artes), o mergulhão na altura do Hospital Municipal Lourenço Jorge, também na Barra, e a ponte sobre o canal do Fundão. Todas estão liberadas para o tráfego geral.

 

A Prefeitura do Rio também trabalha na construção de uma segunda ponte estaiada, esta sobre a Baía de Guanabara (ligando o Fundão à Ilha do Governador). A ponte será exclusiva para o BRT e paralela à ponte de acesso da Ilha do Governador. Também estão em andamento importantes obras de drenagem, ampliação de pistas e execução de pavimento rígido para o BRT, como na Taquara, Tanque, Praça Seca, Vicente de Carvalho e Madureira.

 

Prefeitura do Rio

0 comentários