Projeto Travessia inaugura suas primeiras obras

No início da tarde, às 12h, será entregue o campo da Favela do Batan, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, que foi todo reformado, com colocação de um novo piso, pintura moderna, reforma no sistema de iluminação com colocação de refletores de LED e novas balizas e alambrados
 

Neste domingo (22/12), às 18h, serão entregues para a comunidade da Rocinha duas quadras e um campo de futebol completamente reformado pelo Projeto Travessia, localizado nas áreas conhecidas como Vila Verde, Laboriaux e Roupa Suja. A reforma cuidou de toda a parte estrutural, passando pela colocação de novos alambrados com retenção para a bola não sair pela parte de cima, refletores com lâmpadas de LED (eficientes, econômicas e duráveis), regularização do contra piso, pintura, novas traves e redes, reforma do vestiário, e colocação de uma grama sintética com alto padrão de qualidade e que é encontrada nos principais centros de treinamento de famosos clubes europeus, como o Milan da Itália.

O Projeto Travessia é uma iniciativa da Light, que está investindo R$ 16,4 milhões em obras de recuperação, recapeamento e construção de instalações esportivas em 13 comunidades pacificadas do Rio de Janeiro, em parceria com a Secretaria de Esportes e Lazer, através da Lei de Incentivo ao Esporte, e o Instituto Pereira Passos (IPP). Ele também conta com financiamento do BNDES e vai beneficiar 400 mil pessoas.

“A recuperação de espaços como esses é importante para a autoestima dos moradores das comunidades, que terão um fim de ano diferente, com mais alegria e possibilidade de prática esportiva com mais segurança. Sem dúvida, o esporte, de maneira geral, não tem preconceitos, não escolhe classe social e é uma grande forma de integração”, declara o secretário de Esporte e Lazer, André Lazaroni.

Coordenador da escolinha de futebol Planeta Rocinha, que atende, aproximadamente, 200 jovens, Diego Ornellas, de 27 anos, comemora a reforma na Vila Verde.

“Esta nova estrutura será fundamental para atrair cada vez mais alunos para a escolinha. Atendemos, atualmente, meninos que moram no entorno do espaço, e, com essas melhorias, esperamos que apareçam outros interessados. Precisamos de áreas de lazer como esta na comunidade e que tem qualidade”, diz o coordenador.

Em recente pesquisa, o Instituto Pereira Passos descobriu que 45,6% dos jovens moradores de comunidades pacificadas praticaram alguma atividade física nos últimos meses.

“O Projeto Travessia é a oportunidade de aumentarmos essa estatística, levando mais lazer e, a longo prazo, melhorando a saúde desses jovens. Sabemos que cerca de 55% deles praticam esportes dentro da própria comunidade. Vamos incentivar ainda mais essa prática”, afirma a presidente do Instituto Pereira Passos, Eduarda La Rocque.

Só na Rocinha, serão outros três espaços atendidos que receberão quadras poliesportivas e academia de ginástica. Ao todo, 20% da mão de obra são formados por moradores do local.

Batan receberá seu campo reformado

No início da tarde, às 12h, será entregue o campo da Favela do Batan, em Realengo, na Zona Oeste do Rio, que foi todo reformado, com colocação de um novo piso, pintura moderna, reforma no sistema de iluminação com colocação de refletores de LED e novas balizas e alambrados.

“Partindo da revitalização de espaços de convivência e lazer, a Light espera consequências positivas, tais como o crescimento da identidade da população com o seu território, o cuidado com as interferências na urbanização, o surgimento de novas referências, o estímulo a um comportamento cidadão e o engajamento comunitário. Todos estes efeitos ajudam a alcançar um ambiente mais participativo e cidadão. Uma melhor organização urbana é algo também que beneficiará a prestação de serviço da Light. Isso vale para qualquer lugar da cidade, mas, principalmente, nas comunidades”, conclui o gerente do Instituto Light, Paulo Bicalho.

As áreas beneficiadas pelo Projeto Travessia são o Complexo Alemão, Andaraí, Fumacê, Coroa, Madureira, Mangueira, Pavão-Pavãozinho, Cantagalo, Rocinha, São Carlos, Tabajaras, Tuiuti e Turano, além da instalação de um complexo esportivo multiuso sob o Viaduto Negrão de Lima, em Madureira.

 

Agência Brasil

0 comentários