Rio ganhará mais cinco escolas em parceria com o Instituto Ayrton Senna

Unidades serão inspiradas no Colégio Chico Anysio, integrante do programa Dupla Escola
 

 

Seguindo o modelo de sucesso do Colégio Chico Anysio – integrante do programa Dupla Escola – o Governo do Estado criará, em 2014, mais cinco unidades de Ensino Médio com currículo diferenciado, integrando a Educação Básica à aprendizagem não cognitiva. O colégio da Tijuca, na Zona Norte do Rio, tem formação em mercado e negócios e aulas de esgrima e luta olímpica. A expectativa é de que o Instituto Ayrton Senna, que é apoiador da unidade, estenda a parceria para as novas instituições. A novidade foi anunciada ontem, durante balanço apresentado pela Secretaria de Educação sobre o Dupla Escola.

 

Inaugurada em dezembro de 2012, a escola Chico Anysio é a primeira da rede estadual a investir em uma metodologia inovadora, desenvolvendo as habilidades do estudante por meio de disciplinas integradas que permitem ao jovem perceber a necessidade do conhecimento para o exercício de qualquer profissão. 

 

Aluna do 1° ano do Ensino Médio da unidade, Lívia Baptista, de 15 anos, comemorou a expansão do modelo.

 

“Espero que muitos outros estudantes também tenham a oportunidade de aprender em um colégio como este, que oferece ensino de qualidade, orientação vocacional e estrutura moderna. Vim de escola particular, mas fiquei feliz por ter ingressado na Chico Anysio, pois os professores são excelentes e os cursos proporcionam uma grande bagagem de conhecimentos” afirmou a jovem.

 

Atualmente, oito unidades estaduais integram o programa Dupla Escola: Colégio Infante Dom Henrique, em Copacabana; Centro de Ensino Integrado Agroecológico Barão de Langsdorff, em Magé; Colégio Dom Pedro II, em Petrópolis; Colégio Rei Alberto, em Nova Friburgo; Centro Interescolar Miécimo Silva, em Campo Grande; Colégio Comendador Valentim dos Santos Diniz (Nata), em São Gonçalo; Colégio José Leite Lopes (Nave), na Tijuca; e Colégio Erich Walter Heine, em Santa Cruz. As três últimas escolas têm parceria com a iniciativa privada. 

 

Com ensino de excelência, as unidades têm se tornado referência no cenário da rede pública de ensino.

 

Estudo de outros idiomas

 

No ano que vem, também serão inauguradas três escolas estaduais bilíngues: de Francês, em Niterói; de Inglês, em Nova Iguaçu; e de Espanhol, no Méier. 

 

“Os alunos poderão concluir o Ensino Médio com elevado nível de proficiência no idioma escolhido e estarão aptos a ingressar no mercado de trabalho” disse o secretário de Educação, Wilson Risolia.

Unidade terá formação em Telecomunicações.

 

 

0 comentários