Rio terá três escolas interculturais em fevereiro de 2014

Instituições vão mesclar o aprendizado de uma língua estrangeira às disciplinas do Ensino Médio
 

 

A rede estadual vai ganhar três escolas interculturais em fevereiro de 2014. A reforma do Colégio Estadual Carlos Drummond de Andrade, em Nova Iguaçu, ficará pronta ainda este mês para receber 600 alunos. O projeto pedagógico do curso de Ensino Médio Intercultural Brasil-Estados Unidos foi criado em parceria com o Condado de Prince George, em Maryland, nos Estados Unidos.

 

 

 

O programa pretende colaborar na consolidação de um conceito diferenciado de educação. Além da formação regular do Ensino Médio, que é oferecido em horário integral, a proposta curricular é integrada com o aprendizado da língua inglesa. A intenção é que, em três anos, o estudante desenvolva a proficiência em inglês.

 

 

 

Já em Niterói, no Ciep 449 Leonel de Moura Brizola, os alunos poderão imergir na cultura francesa. O projeto curricular foi feito em parceria com a Academia de Crétil, com o apoio do Consulado Geral da França. Noventa e seis estudantes vão aprender um pouco mais sobre artes plásticas, por exemplo, na nova língua.

 

 

 

O espanhol será o foco do Colégio Estadual Hispano Brasileiro João Cabral de Melo Neto, no Méier. A parceria com o Ministério da Educação, Cultura e Desportos de Espanha, Instituto Cervantes e com o apoio do Consulado Geral da Espanha, resultou em um programa que mescla ações formais e não formais para contribuir com o aprendizado. A escola também terá 96 alunos.

 

 

 

De acordo com a coordenadora do programa Dupla Escola, Maria Aparecida Pombo, quem ingressar em um dos colégios, após três anos, terá conhecimento da língua escolhida equivalente ao de uma pessoa que tenha passado pelos melhores cursos. As unidades terão oito horas semanais de aulas formais de cada idioma e outras oito horas de disciplinas diferentes ministradas em outra língua.

 

 

 

“A mistura das aulas formais e não formais vai dinamizar muito o ensino da língua” disse Maria.

 

 

Governo  do  Rio

 

 

0 comentários