Estado investe na formação de PMs com curso de inglês

Capacitação de policiais militares vai atender a Copa e as Olimpíadas
 

Ingles-para-policiaisCerca de 120 policiais militares iniciam na próxima segunda-feira um curso de inglês com foco em grandes eventos, como a Copa do Mundo e as Olimpíadas de 2016. A qualificação tem como principal objetivo desenvolver as habilidades de compreensão e produção oral dos PMs que trabalharão intensamente nos grandes eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas. Com 160 horas de duração, o curso é resultado de um convênio firmado com a RioTur e o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro (IFRJ). As vagas foram disponibilizadas para a Polícia Militar por meio do Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (PRONATEC).

 

 

A capacitação atenderá a policiais das seguintes unidades: Batalhão de Policiamento Turístico (BPTur), Batalhão de Policiamento de Choque (BPChq),Coordenadoria Especializada de Tecnologia da Informação e Comunicação (CETIC), Centro de Formação e Aperfeiçoamento de Praças (CFAP) e Programa Educacional de Resistência às Drogas (PROERD).

 

 

Presente na aula inaugural que ocorreu nesta quarta-feira no QG da PM, o coronel Valdir Soares Filho, chefe de gabinete do Comando Geral, explicou que o curso integra um conjunto de investimentos feitos pelo Governo do Estado para qualificar cada vez mais os profissionais da corporação.

 

 

“Esta é uma oportunidade que vai agregar conhecimento pessoal e também será importante para o aspecto profissional. A Polícia Militar está envolvida em treinamentos e ações visando os grandes eventos e será necessário que nossos policiais tenham o domínio de uma segunda língua porque a comunicação é fundamental para o atendimento à população”, disse.

 

Número de PMs capacitados poderá dobrar

Segundo o diretor geral de Ensino da Polícia Militar, coronel Antônio Carlos Carballo Blanco, o curso atenderá inicialmente a aproximadamente 120 policiais, entretanto a intenção é dobrar o número de alunos em uma segunda etapa.

 

 

“Toda e qualquer qualificação que agregue valor à competência do policial militar é mais uma ferramenta para o trabalho exercido nas ruas. A expectativa é que consigamos num segundo momento dobrar e até triplicar o número de alunos”, destacou.

 

 

Expressões cotidianas da língua inglesa e exercícios de perguntas e respostas serão passados pelos professores do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro. Todos os PMs inscritos receberão material didático com CD para complementar os estudos fora do horário de trabalho.

 

 

“É um curso para quem tem pouco conhecimento e estará focado nas habilidades orais, isso quer dizer que eles estarão expostos constantemente à língua. Serão três horas semanais, e o curso deve durar uns seis meses. Para uma formação continuada disponibilizamos livro didático e CD. Temos a expectativa de que eles consigam já estar se comunicando no decorrer no curso. Temos professores capacitados e com bastante experiência”, explicou a supervisora do curso básico, professora do IFRJ, Elza Mello.

 

 

Capitão do Batalhão de Polícia Turística (Bptur), o PM Marcos Vinícius Ramos, de 27 anos, considera o curso fundamental para a atuação o profissional de segurança na contemporaneidade.

“A expectativa é muito grande em relação ao curso. Imagine, por exemplo, um cidadão estrangeiro, após ter sido roubado. Precisamos nos comunicar com ele para atendê-lo da melhor forma possível, ele está num outro país, longe de casa, conhecendo uma outra cultura. A comunicação é primordial, é essencial numa segunda língua”, afirmou.

 

 

Primeiro tenente do Batalhão de Choque da PM, Márcio Ávila da Rocha, 28 anos, comemorou a oportunidade:

“Vai ser muito bom para o Batalhão de Choque este curso porque atuamos em todas as regiões do estado e áreas da cidade do Rio de Janeiro. Com certeza vamos passar por situações que teremos que usar o idioma inglês nos grandes eventos”, ressaltou.

 

Governo do Rio

0 comentários