Museu Ciência e Vida é atração cultural na Baixada Fluminense

Espaço gratuito em Caxias oferece atividades para todas as idades
 

O Museu Ciência e Vida, vinculado à Secretaria de Ciência e Tecnologia, está com uma programação especial de férias para atrair jovens da Baixada Fluminense. Instalada em Duque de Caxias, a unidade oferece uma oficina de verão para crianças de 5 a 12 anos, além de novas exposições voltadas à divulgação da ciência. De acordo com a direção da unidade, o público espontâneo do museu – formado por visitas não agendadas por escolas – representa 65% do total.

Museu-ciencia-e-vida

“A receptividade tem sido cada vez melhor. Verificamos que 65% de nosso público vêm de forma espontânea, ou seja, não se enquadra nos agendamentos dos colégios”, explicou a coordenadora de Comunicação e Museologia do Ciência e Vida, Liliana Coutinho.

 

Entre as novidades do museu, que tem o objetivo de divulgar e popularizar a Ciência no Estado do Rio de Janeiro, está a exposição Vias do Coração, que já havia sido apresentada no espaço, tendo atraído no primeiro mês de exposição 6 mil visitantes.

 

Com novas atrações como um “coração gigante”, com mais de dois metros de altura, que simula o ritmo das batidas do órgão em variadas situações, bem como um vídeo sobre sua anatomia e painéis que falam sobre a diabetes, tudo de forma lúdica para atrair crianças e jovens, a exposição de sucesso retornou ao museu e ficará em cartaz durante cerca de três meses.

 

Realizada em parceria com o Museu da Vida/Casa de Oswaldo Cruz/Fiocruz e Sanofi, Vias do Coração ocupa o mesmo andar da mostra Sustentabilidade, que fala sobre o conceito, tão divulgado atualmente, por meio de jogos eletrônicos e painéis que explicam temas como a produção de energia, a importância da coleta seletiva, além dos gastos que a população faz ao consumir água, energia e a grande produção de lixo no planeta.

 

Moradora de Belford Roxo, Verônica Paiva levou os dois filhos, a irmã, a sobrinha e um amigo das crianças para conhecer o museu, que é gratuito e tem como carro-chefe um planetário com sessões diárias.

 

“Estou achando maravilhoso, não temos muitos museus nesta área. Acho interessante e gostei dos monitores, que explicam bem. Às vezes é mais fácil aprender Ciências na prática do que na teoria”, disse Verônica.

 

Oficina de Verão para crianças de 5 a 12 anos

Até quinta-feira (16/1), crianças acompanhadas dos pais podem participar das oficinas de Verão oferecidas pelo Museu Ciência e Vida. A atividade, que acontece anualmente no mês de janeiro, ofereceu nesta quarta-feira (15/1) uma oficina de introdução à robótica para os pequenos. A oficina, que também acontece todos os sábados, animou os jovens, que montaram uma fazenda com lego e assistiram ao movimento de robôs controlados pelos monitores da atividade.

 

Moradora de Vigário Geral, Cleonice de Andrade levou o filho Alexandre, de 6 anos, para participar.

“Vim visitar minha mãe, que reside em Caxias, e recebi um panfleto na rua sobre o museu. Estou adorando. Quase todos os museus ficam na cidade do Rio e é muito longe, tenho que pegar duas conduções. Ter um museu nesta região é muito bom. Fica mais próximo e é gratuito”, afirmou a moradora.

 

Governo do Rio

0 comentários