Segurança para grandes eventos ganha reforço internacional

Parcerias com oito países capacitam policiais civis e militares até 2016
 

seguranca-eventos-internacionaisPara garantir uma boa atuação das forças de segurança nos Jogos Olímpicos e na Copa do Mundo, o Governo do Estado firmou uma extensa agenda de cooperações internacionais com as polícias da Argentina, Alemanha, Japão, França, Espanha, Canadá, Estados Unidos e Inglaterra.

 

As parcerias aconteceram de diversas formas. A Polícia Nacional da Espanha e o FBI dos Estados Unidos, por exemplo, enviaram agentes ao Brasil para capacitação de 4.520 policiais civis e militares até 2016. Desde 2011, cerca de dois mil agentes passaram por cursos de controle de distúrbios civis e incidentes com armas químicas, entre outros.
Centro de Cooperação Internacional no Rio.

 

Grupos de agentes brasileiros conferiram in loco a atuação das polícias em eventos como Olimpíada de Inverno de Vancouver, Jogos Olímpicos de Londres e Jornada Mundial da Juventude, em Madri.

 

“Os países que procuramos, que tinham experiência em ação contra o terrorismo, grandes eventos e controle de manifestações sociais, nos apoiaram e fizeram parcerias bastante significativas”, explicou o subsecretário extraordinário de Grandes Eventos da Secretaria de Segurança, Roberto Alzir.

 

Nos Jogos Olímpicos de 2016, o Rio deve abrigar o Centro de Cooperação Internacional, para policiais de outros países que participarão do evento como observadores e colaboradores. A experiência de Londres também rendeu frutos para o Rio. No fim de 2013, organizadores dos Jogos na Inglaterra estiveram na cidade para um seminário sobre segurança em grandes eventos, promovido pela Autoridade Pública Olímpica, em conjunto com a Embaixada Britânica.

0 comentários