Setor de Serviços cresceu 8,5% no Estado do Rio em novembro

O levantamento abrange as atividades do setor empresarial não financeiro, exceto saúde, educação, administração pública e aluguel
 

A economia fluminense registra indicadores positivos em áreas vitais para a geração de emprego e renda. O setor de Serviços, por exemplo, obteve um crescimento de 8,5% no Estado do Rio, em novembro de 2013, na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Os dados são da Pesquisa Mensal de Serviços, divulgada ontem pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). O resultado mostra uma alta acumulada de 6,7% no ano e de 7% nos últimos 12 meses.

 

Este setor é apontado como o responsável pelo processo de expansão da economia fluminense. Em 2013, as empresas de Serviços responderam pela criação de 50.966 postos de trabalho, tornando-se o maior polo gerador de empregos no estado. O rendimento médio dos trabalhadores do setor em novembro alcançou R$ 1.330.

 

A pesquisa é o primeiro indicador conjuntural que mede o desempenho a área de serviços no Brasil. O estudo foi iniciado em janeiro de 2011 e apresenta resultados desde janeiro de 2012.

 

O levantamento abrange as atividades do setor empresarial não financeiro, exceto saúde, educação, administração pública e aluguel. O índice integra o cálculo do Produto Interno Bruto (conjunto de bens e serviços produzidos no país).

 

Agência Brasil

0 comentários