Copa: frevo estará ainda mais vivo no mundial

Recife abriga em um museu, a história centenária da dança criada em Pernambuco, e que desde 2007 é considerada Patrimônio Imaterial da Humanidade pela Unesco
 

O ritmo frenético dos dançarinos de frevo com suas sombrinhas e roupas coloridas já se transformou em um ícone do carnaval de Pernambuco. Agora, os turistas e visitantes do Recife têm mais uma opção cultural e turística para conhecer na cidade. Trata-se do Paço do Frevo, inaugurado este mês, na Praça do Arsenal, local que vai abrigar o museu e a história da dança pernambucana.

 

 

“O Turismo aposta no potencial histórico da cidade. Ao preservar a cultura ajudamos a divulgar uma imagem rica e genuína do país entre os brasileiros e estrangeiros”, disse o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

 

O frevo é uma expressão artística reconhecida como Patrimônio Imaterial da Humanidade desde 2007 pela União das Nações Unidas para Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco). O som vibrante e o ritmo acelerado envolvem uma maneira única de dançar, de confeccionar e de enfeitar roupas, sombrinhas e estandartes. A manifestação cultural reúne marchinhas, maxixe e passos de capoeira e representa os saberes, os ofícios e a alegria do povo, desde o fim do século XIX.

 

Inaugurado recentemente, o Paço do Frevo passa a ser um espaço dedicado à difusão, pesquisa, lazer e formação de profissionais ligados à dança e ao ritmo. O objetivo é propagar a cultura a futuras gerações. O local vai também sediar exposições permanentes e temporárias, escolas de dança e música, além de um centro de documentação, um estúdio de gravação e uma rádio online.

 

O prédio do Paço tem quatro pavimentos e foi construído no século XIX e está tombado pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan) desde 1998, – foi a antiga sede da Western Telegraph Company (companhia britânica de telégrafo) -, e levou quatro anos para ser restaurado.

 

De 2010 até o ano passado, o Ministério do Turismo investiu só no Recife cerca de 16,2 milhões em projetos e obras de requalificação, infraestrutura para a Copa, acessibilidade, sinalização e Centros de Atendimento ao Turista. A estádio Arena Pernambuco, em São Lourenço da Mata, região metropolitana do Recife, receberá quatro jogos da primeira fase do Mundial envolvendo as seleções de Costa do Marfin e Japão; Itália e Costa Rica; Croácia e México; e Estados Unidos x Alemanha.

 

Em pesquisa do Ministério do Turismo e da Fundação Instituto de Pesquisas Socioeconômicas (Fipe) de 2012, a cidade do Recife é apontada como sexto destino turístico de viagens mais visitados por brasileiros e está entre os oito mais desejados por brasileiros que sonham conhecer algum lugar no Brasil.

 

A cidade também recebe turistas internacionais, principalmente norte-americanos, alemães, portugueses e argentinos que procuram praias como a famosa Boa Viagem, Porto de Galinhas e Ipojuca, ou ainda o preservado arquipélago de Fernando de Noronha, um dos lugares mais visitados em Pernambuco.

 

Ainda segundo estimativa da Secretaria de Turismo de Pernambuco, em 2013, o estado recebeu mais de 5 milhões de visitantes, sendo 90% turistas nacionais e 10% estrangeiros.

 

 

0 comentários