Divulgado retrato de suspeito de acender rojão que matou cinegrafista da Band

Polícia Civil continua as buscas para cumprir prisão temporária que já foi expedida
 

A Polícia Civil divulgou nesta terça-feira (11/02) a foto de Caio Silva de Souza (23 anos) acusado de ter acendido o rojão que provocou a morte do cinegrafista da Band, Santiago Andrade, durante o protesto realizado na quinta-feira (06/02) no Centro do Rio.

Caio-Silva-de-Souza

 

Caio é morador da Baixada Fluminense e já possui passagens registradas pela polícia. O rapaz foi identificado com a ajuda de Fábio Raposo, outro indiciado pelo o ocorrido. Raposo afirmou que já tinha encontrado Caio em outros protestos a cidade.

 

Tanto Caio quanto Fábio irão responder por homicídio doloso qualificado, quando há intenção matar, caso sejam condenados eles poderão pegar até 35 anos de prisão.

0 comentários