Duque de Caxias recebe primeira UPP fora da capital

UPP Mangueirinha, próxima ao centro de Duque de Caxias, foi estabelecida pelas forças de segurança no lugar da Companhia Destacada da Mangueirinha, aumentando o efetivo policial para 220 agentes
 

A Baixada Fluminense recebeu nesta sexta-feira (07/02) sua primeira Unidade de Polícia Pacificadora, que é também a primeira inaugurada pelo governo do estado fora da capital fluminense. A UPP Mangueirinha, próxima ao centro de Duque de Caxias, foi estabelecida pelas forças de segurança no lugar da Companhia Destacada da Mangueirinha, aumentando o efetivo policial para 220 agentes.

 

upp-duque-de-caxias 

 

“A Companhia da Mangueirinha já foi pensada como uma resposta rápida para um lugar que receberia uma UPP”, disse o secretário de segurança José Mariano Beltrame, ao explicar que outras companhias podem seguir o mesmo caminho e se tornarem UPPs.

 

“Se avaliarmos uma companhia durante 90 ou 120 dias e não funcionar, podemos fazer com que ela vire uma UPP”, disse José Beltrame.

 

A região metropolitana do Rio tem outras companhias destacadas nas cidades de Niterói, São Gonçalo e Belford Roxo, todas candidatas a receberem uma UPP. De acordo com o governador, Sérgio Cabral, a decisão de transformar uma companhia em UPP é técnica.

 

Durante a solenidade o governador Sérgio Cabral reafirmou que deixa o cargo em abril, limite previsto pela legislação eleitoral.

 

O Complexo da Mangueirinha, segundo o prefeito de Duque de Caxias, Alexandre Cardoso, era uma das principais favelas da facção criminosa Comando Vermelho na Baixada Fluminense, e ganhou ainda mais importância para o tráfico depois da ocupação do Complexo do Alemão.

 

Cardoso afirmou que companhia já havia aumentado a segurança no bairro, o que foi sentido no aumento das matrículas da Escola Municipal Hermínia Caldas, onde uma auxiliar de cozinha havia sido ferida por tiros e parte do prédio não era usada por ser considerada vulnerável aos tiroteios.

 

“As matrículas na escola dobraram. Quando a companhia veio para cá, estava caindo para 350. Agora, já estamos chegando a 800. Talvez essa seja a mudança mais simbólica que tivemos aqui”,observou.

 

A prefeitura foi a responsável pela construção da sede da UPP, no alto do Morro da Telefônica, asfaltou o caminho até a sede da UPP e recuperou dois campos de futebol. A poucos metros da sede da unidade, as moradias são precárias e mais afastadas umas das outras.

 

Agência Brasil

0 comentários