Educação Crítica e o novo padrão de ensino brasileiro

Escolas focam em conceito inovador de aprendizado, dando espaço ao ambiente de vida social dos estudantes. Grupos, como a rede Alub, divulgam resultados positivos
 

Alexandre-9A educação é uma prática social cíclica, que deve ser renovada e revista no decorrer de nossa existência. Reeducar-se é necessário para acompanhar as evoluções de nossa sociedade. Porém, um dos mais fundamentais contatos com a educação que temos, normalmente, acontece nas salas de aula. As escolas são peças-chaves para a formação de indivíduos capazes de melhorar o espaço em que vivem. Pensando neste ideal, não só o de ensinar por ensinar, a Educação Crítica, representada em nosso país por estudiosos como Paulo Freire, tem angariado visibilidade. Um dos exemplos de sucesso da inserção desta filosofia educacional é a rede Alub, representante deste novo padrão para o ensino brasileiro.

 

Em sua grade curricular, além das matérias comuns, os alunos recebem disciplinas como Cidadania & Ética e Educação Financeira. Assim, eles apreendem noções de Direitos Humanos, Direito Constitucional, Código de Transito, Código do Consumidor. A ong MelhoresColégios, responsável pelo ranking das melhores escolas  do País, recentemente, divulgou que o Alub conquistou o segundo lugar no pódio de Brasília. Quanto ao nacional, o grupo se posicionou em oitavo lugar. Além disso, 30% das vagas do último vestibular realizado pela Universidade de Brasília (UnB), um dos mais concorridos do Brasil, foram conquistadas por seus alunos – o que comprova o sucesso deste modelo inovador de ensino em detrimento da tradicional pedagogia conteudista.

 

Em seu pilar pedagógico, a rede incorpora o modelo do educador Jonh Nash, como uma de suas influência. Quatro pilares são trabalhados para que os estudantes estejam preparados para estratégias e negociações: economia, política, administração e relações internacionais. Dentro deste modelo, aprimorado pelos israelenses, são abordadas questões como geometria diferencial, equações diferenciais parciais e teoria dos jogos. Geralmente realizados em grupos, estes jogos aprimoram os alunos, desde o Ensino Fundamental, principalmente quanto a filosofia de inteligência e raciocínio lógico. “O próximo passo é expandir este ideal de ensino para outras capitais”, afirma Alexandre Crispi, CEO da rede Alub. “Acrescentamos os conteúdos de educação crítica na grade tradicional porque o papel da escola é formar cidadãos conscientes”, averigua.

 

Sobre o Alub

Referência nas aulas preparatórias de concursos, pré-vestibulares, PAS e Enem, o Alub é um dos principais grupos educacionais do Distrito Federal. Reconhecido pela qualidade do Ensino Fundamental, Médio e Educação a Distância (EaD), o grupo conta com 14 unidades. Com mensalidades focadas na Classe C, seu curso pré-vestibular é o que mais aprova para a Universidade de Brasília (UnB).  Mais informações, acessar www.alub.com.br

 

Assessoria

2 comentários

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

  1. Márcia Martins

    Gostaríamos de ter um ALUB na Arniqueiras.

  2. Márcia Martins

    Gostaria de ter um ALUB na Arniqueiras.