Estação de Tratamento da Pavuna vai beneficiar 500 mil pessoas

Investimento de R$ 485 milhões vai ajudar a despoluir a Baía de Guanabara
 

ETE-PavunaMais de 500 mil pessoas serão beneficiadas pela Estação de Tratamento de Esgotos (ETE) e o macro sistema de esgotamento sanitário da Pavuna, inaugurados nesta quinta-feira (6/2), em Vigário Geral. O investimento de R$ 485 milhões vai ajudar a Cedae a reduzir o lançamento de esgoto in natura na Baía de Guanabara, que é um dos compromissos assumidos pelo Estado para a realização das Olimpíadas de 2016.

 

 

O sistema garantirá a coleta e tratamento do esgoto produzido nos bairros de Acari, Colégio, Irajá, Vista Alegre, Jardim América, Vigário Geral e Pavuna no Rio de Janeiro e de parte dos municípios de São João de Meriti, Nilópolis e Duque de Caxias.

 

 

De acordo com o presidente da Cedae, Wagner Victer, a estação tem a capacidade de tratar 1,5 mil litros de esgoto por segundo, removendo 98% da carga orgânica.

 

 

“Foi um trabalho grande para colocar a estação em funcionamento. Aqui vamos tratar por dia o equivalente à duas Ilhas do Governador em esgoto. Isto repercute na questão da pesca, da água. Esta estação tem um centro de controle todo automatizado, há até um laboratório químico para avaliar a água da Baía de Guanabara”, disse o presidente da Cedae.

 

 

Obras complementares na estação já estão em andamento, e após o término, o local receberá também o esgoto das comunidades Vila Esperança, Terra Encantada, Beira Rio, Vila Rica e Para-Pedro, no Rio de Janeiro.

 

Agência Brasil

0 comentários