Estado do Rio combate o roubo de veículos em 16 municípios

Policiais civis, militares e federais, e agentes da Operação Lei Seca, participaram da ação
 

Policiais civis, militares, agentes da Operação Lei Seca e da Polícia Rodoviária Federal realizaram em conjunto a Operação Repressão Qualificada Rio, entre a noite de sexta-feira (21/2) e a madrugada deste sábado (22/2). Ao todo, 12 pessoas foram presas, um menor apreendido, houve quatro detidos e um cumprimento de mandado de prisão por violência. Foram vistoriados 3.123 veículos. Destes, 218 foram notificados, 146 apreendidos e 12 veículos roubados foram recuperados. Foram recolhidas 115 carteiras Nacional de Habilitação (CNH), além de uma CNH falsa e uma pequena quantidade de cocaína apreendidas.

 

 

O objetivo da ação foi reprimir o roubo de veículos em dezesseis municípios do Rio. Mais de mil agentes atuaram no Rio de Janeiro, Niterói, São Gonçalo, Itaboraí, Cabo Frio, São Pedro da Aldeia, Saquarema, Maricá, Nova Iguaçu, Mesquita, Nilópolis, Duque de Caxias, São João de Meriti, Queimados, Belford Roxo e Magé.

 

Ouvidoria da Polícia e 190

 

A Ouvidoria da Polícia está disponível para receber queixas, sugestões e elogios dos cidadãos sobre a atividade das Polícias Militar e Civil e também da Secretaria de Segurança. Qualquer pessoa pode registrar sua opinião na Ouvidoria, por telefone (21 – 3399 – 1199), de 9h às 17h, inclusive através de ligações a cobrar (de telefones fixos e celulares), e fora desse horário através de recado na secretária eletrônica. As manifestações podem ser enviadas também pelo email ouvidoriadapolicia@proderj.rj.gov.br. O cidadão recebe um número de protocolo de seu atendimento, que lhe permite acompanhar, posteriormente, o andamento do processo.

 

 

Para pedidos de ajuda da Polícia Militar, em situações de emergência envolvendo atividade criminal, o cidadão deve telefonar imediatamente para o número 190, fornecendo, na medida do possível, o máximo de informações (local, o que acontece, armas envolvidas e outros detalhes que julgar importante) que possam ajudar no atendimento rápido da Polícia para cada situação.

 

Governo do Rio

0 comentários