Fotógrafos e cinegrafistas fazem protesto em frente a delegacia no Rio

Advogado, de suspeito, quer descaracterizar tese de homicídio na morte de cinegrafista
 

protesto-santiago

 

Fotógrafos e cinegrafistas fizeram na manhã de segunda, dia 11 de fevereiro, mais um ato de protesto contra a morte do repórter cinematográfico Santiago Andrade, da TV Bandeirantes, atingido por um artefato explosivo durante manifestação no centro do Rio, na última quinta-feira (6).

 

 

Os jornalistas posicionaram suas câmeras no chão em frente à Delegacia de São Cristóvão, que investiga a morte de Andrade, e fizeram uma oração.

 

 

A imprensa está de plantão em frente à delegacia já que existe a expectativa da prisão do suspeito de acender e posicionar no chão o artefato que disparou e explodiu em Santiago Andrade. Um mandado de prisão temporária, válido por 30 dias, foi expedido ontem (10) pela Justiça fluminense. Um mandado de busca e apreensão na casa do suspeito também foi expedido.

0 comentários