Infraestrutura atrai turistas e movimenta a economia

Ministério do Turismo já investiu R$ 8 bilhões em obras pelo país. A importância da infraestrutura para o turismo é tema do quinto vídeo da série institucional “Turismo em Cena”
 

O Cristo Redentor é um dos ícones mais simbólicos do Brasil. Em 2007 foi eleito uma das sete novas maravilhas do mundo moderno. Para continuar recebendo bem os turistas, a manutenção deve ser constante. Esta é uma das razões que levou o Ministério do Turismo a investir R$ 3 milhões na manutenção de seus três elevadores panorâmicos, passarelas metálicas e escadas rolantes. 

 

 

No últimos dez anos, a pasta firmou mais de 16 mil contratos de obras e investiu R$ 8 bilhões para melhorar a infraestrutura turística em todos os estados e municípios brasileiros. Atualmente, são 5.659 obras em andamento, que incluem especialmente a pavimentação de estradas, a sinalização de destinos turísticos e a construção de centros de convenções.

 

“As ações de investimento em infraestrutura, além de movimentar a economia brasileira com a geração de emprego e renda pelo turismo, permitem acessibilidade e inclusão social de todos os públicos nos destinos turísticos brasileiros”, afirmou o ministro Gastão Vieira.

 

Ainda em 2013, o turismo entrou no Programa de Aceleração do Crescimento (PAC), com a destinação de R$ 680 milhões para obras de infraestrutura. No ano anterior, assinou com governadores de 16 estados o Pacto pelo Desenvolvimento do Turismo, que formalizou o repasse de R$ 305 milhões para realização de obras.

 

Série institucional

O Ministério do Turismo produziu uma série de oito curtas sobre as principais ações da pasta. A campanha “Turismo em Cena” destaca os programas de formação e qualificação profissional, investimentos em cidades históricas e turismo de negócios, além de avanços em competitividade, infraestrutura turística e reforço aos parques nacionais.

 

 

As ações do MTur vão ao encontro das metas previstas no Plano Nacional de Turismo 2013-2016, que prevê o crescimento do turismo interno e a chegada de estrangeiros, além de um acréscimo nos postos de trabalho no setor, impulsionando a competitividade do turismo brasileiro.

 

 

“Nossas metas são audaciosas, mas com trabalho e esforço conseguiremos cumprir os objetivos, entre eles, o de elevar o Brasil à condição de 3ª economia turística mundial até 2022”, afirma o ministro do Turismo, Gastão Vieira.

 

Ministério do Turismo

 

 

0 comentários