Multinacional firma parceria com Cidade da Pesca

Parceria trará para o Estado do Rio cerca de R$ 60 milhões em investimentos, além da oferta de mil empregos diretos
 

Parceria-com-Cidade-da-PescaO Estado do Rio de Janeiro retomou nesta quarta-feira (26/2) os investimentos na Indústria Pesqueira e avançou mais um passo na construção da Cidade da Pesca, um complexo pesqueiro que vai gerar 10 mil empregos diretos em São Gonçalo, na Região Metropolitana. O protocolo de intenções assinado entre o Governo e a multinacional Crusoé Foods prevê ao Estado à cessão do terreno e firma o compromisso da empresa espanhola de fixar uma indústria no local. A parceria trará para o Estado do Rio cerca de R$ 60 milhões em investimentos, além da oferta de mil empregos diretos na nova indústria.

O governador Sérgio Cabral enfatizou que o Rio sairá na frente com a conclusão da Cidade da Pesca. Atualmente, o estado ocupa a terceira posição em produção de pescado marinho no país, ficando atrás apenas de Santa Catarina e do Pará. O projeto prevê construir em Itaoca o maior terminal pesqueiro do país. Para isto aproveitará o píer feito pela Petrobrás para escoar os insumos para o Comperj (Complexo Petroquímico do Rio de Janeiro).
 

– Vamos construir a Escola do Mar, em Niterói, que será um centro de formação de mão de obra para indústrias pesqueira. E, por fim, vamos fazer a desapropriação do terreno ao lado do píer da Petrobras e doá-lo para a instalação do estaleiro que será montado na Cidade da Pesca – anunciou o governador.
 

O diretor-geral da Jealsa-Rianxeira, Jesús Alonso, por sua vez, explicou que a motivação de entrar no Brasil deveu-se ao fato de o país possuir economia em desenvolvimento e disse apostar no Rio porque o estado tem um mercado interno com grande potencial de crescimento.
 

Idealizada pela Secretaria de Desenvolvimento Regional, a Cidade da Pesca vai ocupar 600 mil metros quadrados no bairro de Itaoca. O secretário de Desenvolvimento Regional, Felipe Peixoto, explicou que o projeto representará uma mudança significativa da política de pesca brasileira.
 

– A ideia é recuperar para o Estado do Rio as empresas do setor que deixaram o Rio na década de 80. Hoje apresentamos a Crusoé Foods e o estaleiro. Outras dez empresas do setor pesqueiro já sinalizaram interesse de se instalar na Cidade da Pesca – disse Peixoto.

Participaram ainda da cerimônia o vice-governador e coordenador de Infraestrutura , Luiz Fernando Pezão e o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia, Indústria e Serviços, Julio Bueno.

 

Governo do Rio

0 comentários