Operação Lei Seca amplia área de atuação

Fiscalização integrada com policiais rodoviários federais foi feita na Ponte Rio-Niterói
 

A Operação Lei Seca (OLS), da Secretaria de Estado de Governo, iniciou o mês de fevereiro expandindo sua área de fiscalização, passando a atuar também em via federal. Em uma ação integrada com a Polícia Rodoviária Federal (PRF) na Ponte Rio-Niterói, realizada na madrugada de domingo (02/02), a OLS intensificou a segurança na via, que tem o movimento de veículos ampliado durante o período de verão. 

 

 

A fiscalização na ponte ocorreu no sentido Niterói e contou com a participação de 12 agentes da Operação Lei Seca e 19 policiais rodoviários federais. A OLS também realizou ação de conscientização com cadeirantes.

 

 

No total, 210 motoristas foram abordados, sendo 42 multados, três veículos foram rebocados, seis condutores tiveram a Carteira Nacional de Habilitação (CNH) recolhida e um motorista sofreu sanção administrativa.

 

 

O coordenador-geral da Operação Lei Seca, major Marco Andrade, destacou a importância do trabalho em parceria com a PRF para assegurar a tranquilidade no trânsito da Ponte Rio-Niterói. “É uma via emblemática por apresentar um grande fluxo de veículos, por isto, é um esforço conjunto para garantir a segurança dos motoristas. Com a parceria, também pudemos aumentar a área de atuação da OLS, que passa a trabalhar também na ponte”, explicou o major.

 

 

Para o chefe operacional da 2ª Delegacia da PRF (Niterói), Gabriel Pereira, a integração na fiscalização vai ajudar a reduzir acidentes de trânsito. “A sociedade sai ganhando com esta união de forças”, afirmou Gabriel Pereira.

 

 

A Operação Lei Seca é uma campanha educativa e de fiscalização, de caráter permanente, lançada em março de 2009, pela Secretaria de Estado de Governo do Rio de Janeiro. Desde então, até a madrugada de 03/02/2014, 1.397.205 motoristas foram abordados, 268.430 foram multados, 55.133 veículos foram rebocados e 105.308 motoristas tiveram a CNH recolhida. Um total de 108.033 condutores sofreu sanções administrativas e 3.493, criminais. Os agentes realizaram 1.219.676 testes com o etilômetro.

  

 

Núcleo de Imprensa do Governo do Estado do Rio de Janeiro

 

 

0 comentários