Catador carioca transforma lixo em música e ganha Prêmio Betinho

Rafael da Silva criou o projeto “Responsa Amigos do Morro”, que promove oficinas voltadas a crianças e adolescentes
 

A Rede Nacional de Mobilização Social no Rio de Janeiro (COEP/RJ) realiza nesta terça-feira (18) a entrega do Prêmio Betinho 2013 para o catador de materiais recicláveis e reutilizáveis, Rafael Ramos da Silva, vencedor da edição estadual e da regional Sudeste. A cerimônia acontece no Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB) do Rio de Janeiro, as 14h.

 

Rafael da Silva transforma resíduos sólidos em instrumentos musicais de percussão. O catador cresceu participando de mutirões de limpeza, construção de casas e tudo que envolvia a melhoria da qualidade de vida e hoje é uma liderança na comunidade do Querosene, que integra o Complexo do São Carlos.

 

Inspirado no grupo britânico de percussão Stomp, famoso por utilizar em seus espetáculos diversos materiais alternativos para produzir música, como caixas de lixo e canos, Rafael da Silva criou o projeto “Responsa Amigos do Morro”, que promove oficinas voltadas a crianças e adolescentes.

 

O catador ensina como construir e tocar os instrumentos feitos a partir de computadores antigos, caixas de descarga, tonéis de água, latas de óleo. O projeto, que se desdobrou em uma biblioteca comunitária e em diversas ações na comunidade, como a produção de artigos de moda e design, contribui para melhorar a qualidade de vida local, usando como ferramenta a cultura e a sustentabilidade.

 

Rafael da Silva concorreu com Zilda Barreto da Silva e Luiz Carlos Fernandes (clique aqui e conheça a história destes e dos demais indicados ao Prêmio). A lista de vencedores foi divulgada pelo Coep Nacional em 17 de dezembro.

 

Assessoria

 

No Rio de Janeiro, são apoiadores desta iniciativa a Associação Beneficente Ser Cidadão, Banco do Brasil, Banco Nacional do Desenvolvimento (BNDES), Correios, Dataprev, Embrapa, Fundação Banco do Brasil, Fundação Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), Eletrobras-Furnas, Serpro, Sesc-RJ e Rio Voluntário.

0 comentários